• Andre Santos

GODS OF CHAOS - melodias bem construídas em um álbum conceitual: CHAOS SYNOPSIS


Nacional

Dunna Records

Black Legions Productions - 2017

Todos que são fãs de Metal Nacional e da vertente mais extrema presente no gênero, conhece muito bem uma das bandas já consolidada neste meio:Chaos Synopsis está na estrada há treze anos, com uma base bem sólida. E a comprovação se encontra presente em sua discografia muito respeitada, pois se olharmos a banda, sempre trouxeram projetos conceituais, tais como os próprios Art Of Killing e Season Of Red, que podemos levar em consideração como grandes clássicos da música extrema brasileira.

O seu quarto álbum intitulado de Gods Of Chaos, mantém aquela sonoridade densa e bruta, transbordando agressividade em cada faixa presente. Se formos comparar entre o “Season of Red”, o “Gods of Chaos” soa bem mais direto, já que o álbum anterior tínhamos elementos mais climáticos e obscuros (isso não quer dizer que um seja melhor do que outro, mais os vejo como uma soma a mais em sua discografia).Mas o álbum é uma obra muito acima da média e traz consigo mais um conceito elaborado em cima de velhas mitologias relacionadas a deuses das guerras e da destruição. O conjunto lírico presente em Gods of Chaos é extremamente pesado, e mesmo assim a banda apresenta uma variedade interessante às músicas contidas no petardo. Pois não é atoa que soe assim, tendo a mão de Friggi Mad Beats na produção e com masterização de Neto Grous na Absolute Master. Nota-se que tudo foi planejado para o álbum chegar a excelência. A arte traz a assinatura do artista carioca Rafael Tavares, que trouxe uma ótima apresentação no conceito da capa.

Já entrando na relação das composições notamos que o pacote em si, trazem ótimas faixas que são perceptíveis no início de “Raising Hell” soa como pedrada.O andamento é excelente, acordes bem sacados. Em seguida temos a “Storm of God” da continuidade animal ao pertado, aliás essas duas faixas de abertura tem um trabalho excelente de batera. “Black God”, tem uma levada sensacional pois o peso aqui come solto, uma bela muquetada no pé da orelha.

Após as porradeiras do álbum, a próxima faixa entra em clima soturno com a “Serpent in Flames”, onde a mesma trás um clima excelente ao petardo.Os trabalhos das guitarras estão ótimos, aliás a dupla L. Ferrari e D. Sanctus, trabalham em perfeita harmonia, entre solos e bases bem encaixadas, enquanto J. Vaz e Friggi, se encarregam de dar o peso mortal a composição. É, toda acidez do álbum retorna em uma saraivada de riffs acompanhado dos bumbos metralhados por “Opposer of Gods”, que possui um rico ritmo contagiante.

E o gás só vai tomando conta do pacote e a paulada fica por conta de “The Beast That Sieges Heaven”, com riffs extremamente ríspidos, e, novamente a dupla de (Guitarmans) executam um belo trabalho entre harmonias, bases e solos (há, vale a pena destacar que D.Sanctus, traz sua experiência como músico para dentro do Chaos Synopsis, sendo o primeiro registro em estúdio ao lado banda, mas é notável o quanto o cara é afido, isso devido suas apresentações nos palcos com a banda, pois o músico já é corpo da banda).

A sétima faixa vem por “Sixteen Scourges”, embalada por bases marcantes de extremo peso, horas cadenciados em seu andamento, mas sem perder a acidez cruel da faixa. Outra surrada é “Badlands Terror”, os jogos de guitarras aqui são grandes destaques, horas primam para uma acidez pura, mas carregadas de uma harmonia envolvente.Os arranjos são de arrepiar, dando abertura à faixa título do álbum “Gods of Chaos”.Esta mesma, traz um lado mais sombrio.Os lances de guitarras entre os jogos de vozes dão todo este clima soturno a composição. E para encerrarmos as audições do álbum, temos uma excelente cover da faixa “Cocaine” da banda Andralls.

De fato, a banda Chaos Synopsis sempre surpreende com seus projetos. Segue sempre criando álbuns respeitáveis e notórios, com grandes representações para dentro de nosso Metal brasileiro, e, sem duvidas Gods of Chaos é mais uma grande obra desenvolvida na cena Underground. Long life Chaos Synopsis!

Tracklist:

1. Raising Hell

2. Storm of Chaos

3. Black God

4. Serpent in Flames

5. Opposer of God

6. The Beast that Sieges Heaven

7. Sixteen Scourges

8. Badlands Terror

9. Gods of Chaos

10. Cocaine (Andralls)

Chaos Synopsis:

Jairo Vaz - vocal e baixo

Luiz Ferrari - guitarra

Diego Sanctus - guitarra

Friggi Mad Beats - bateria

Discografia Chaos Synopsis:

2100 A.D - Single

Postwar Madness - EP

Kvt Ov Dementia - Álbum

Live Dementia - Álbum

Art of Killing - Álbum

Season Of Red - Álbum

Gods Of Chaos - Ábum

Contatos:

Facebook/Chaos Synopsisband

Email

#AndreSantos #Álbum #Bandas #ChaosSynopsis #GodsofChaos #DeathMetal #ThrashMetal #Resenhas #ResenhasdeDiscos

As opiniões expressas nesse site são de responsabilidade de seus autores e não expressam necessariamente a opinião de seus editores.

Site criado por JP Carvalho da JPGraphix, para Metal No Papel 2017 / 2020 - Todos os direitos reservados.

O site Metal no Papel tem sede à Rua Joaquim do Lago, 339 Casa - Balneário Mar Paulista, São Paulo, SP

CEP: 04463 - 080 - mnp.metalnopapel@gmail.com