top of page
  • Foto do escritorMaria Correia

30e firma apoio com Prefeitura de São Paulo e cria o projeto "Marco Zero dos Festivais"


Divulgação

2022 foi um ano muito potente para a 30e. A produtora realizou o MITA Festival, com Gorillaz e Rüfüs Du Sol; o Knotfest, com Slipknot, Judas Priest e Bring Me The Horizon; o GP Week, com The Killers e Twenty One Pilots; e ainda trouxe shows internacionais como de J Balvin e Jungle JUNGLE. Um histórico que fez da 30e, mais do que uma representante da nova geração do entretenimento ao vivo, uma das agentes mais relevantes do setor. Agora, em 2023, a 30e segue em intensa atividade e, pensando em ressignificar a relação dos festivais com a cidade e na lapidação da experiência do público dentro deles, a empresa firma apoio com a Prefeitura de São Paulo e leva os seus três festivais para o Novo Anhangabaú. São eles: o Ultra Brasil, marcado para os dias 21 e 22 de abril; as segundas edições do MITA Festival, que acontece nos dias 3 e 4 de junho; e do Knotfest Brasil (em breve, a data será anunciada). Tal movimentação será responsável por projetar a região central da capital paulista na rota dos festivais de música.


“Nós estamos muito satisfeitos com este apoio. Realizar os nossos festivais no Novo Anhangabaú vai gerar um impacto positivo em diversas frentes. Os fãs de música, por exemplo, poderão curtir os shows de seus artistas favoritos em um espaço super bem localizado, com fácil acesso via transporte público e contar com uma estrutura em que a segurança se torna cada vez mais uma das prioridades”, comenta Pepeu Correa, CEO da 30e. “A cidade, por sua vez, ganha vivacidade na região central, algo que a cultura é capaz de fazer por meio de sua força e diversidade. Sem falar na geração de empregos, no fortalecimento do comércio local e na renda vinda por meio do turismo”, ele complementa.


A facilidade de contar com diferentes estações de metrô nas proximidades é um dos pontos que reforçam a vocação do Novo Anhangabaú como um espaço para reunir a população em atividades e eventos culturais que contemplem públicos maiores. Por essa razão, a 30e potencializa a capacidade dos 70.000 metros quadrados do local – reaberto em dezembro de 2021 por meio do consórcio Viva o Vale integrado pela WTorre Entretenimento e a Urbancon –, com um calendário repleto de shows e festivais. A proposta é explorar e estimular a promoção da região como um palco aberto para a cultura e para o entretenimento, além de abrir margem para parcerias com marcas e patrocinadores alinhados com a missão da 30e.


“Receber esses três grandes festivais reforça a vocação do Novo Anhangabaú como um dos principais espaços de eventos da cidade de São Paulo. Ter artistas desse porte no centro da cidade é um marco na revitalização da área de concessão. Além disso, reforça a relação da WTorre Entretenimento com a 30e, agora também para o Novo Anhangabaú, após bem-sucedidas ações no Allianz Parque”, afirma Claudio Macedo, CEO da WTorre Entretenimento.


Entre os eventos já confirmados, o festival global de música eletrônica Ultra Brasil é o primeiro a pousar no Novo Anhangabaú, nos dias 21 e 22 de abril, e tem nomes como Axwell e Marshmello entre as atrações anunciadas. A segunda edição do MITA Festival, por sua vez, acontece nos dias 3 e 4 de junho, e traz artistas como Lana del Rey, Florence + The Machine e Haim, além do show de reunião da banda NX Zero. Em breve, o Knotfest Brasil, que estreou em 2022 com apresentações de Slipknot, Judas Priest, Sepultura, entre outros, revelará mais detalhes da edição 2023, também no Novo Anhangabaú.


Fonte: Trovoa Assessoria de Comunicação

Comments


bottom of page