• Maria Correia

A banda Full Messenger lança álbum com versões


Full Messenger é uma banda do Rio de Janeiro, e acabou de lançar seu terceiro álbum,

chamado “Equilibrium”. Após dois álbuns autorais, intitulados “Came to Divide”, de 2017, e

“Ambiguity”, de 2019, no final de 2020 a banda nos apresentou esse trabalho com versões de

clássicos do rock, mesclando diversas vertentes, criando uma harmonia bem interessante

como um todo.


O álbum abre com Separate Ways, do Journey, com uma pegada muito boa e

excelente vocais, seguida de The Wall, do Pink Floyd e We Will Rock You, do Queen, ambas

com roupagens totalmente diferentes, muito pesadas e com belos solos de guitarra. Na

sequência, uma trinca bem inusitada, com Coming Undone, do Korn, No Ordinary Love, da

Sade e Mama, do Genesis. Todas bem executadas, com baixo e bateria consistentes. Depois

desse momento mais suave, vem duas pedradas, Psychosocial, do Slipknot, uma verdadeira

porrada nos ouvidos, e Nailed to the Gun, do Fight. Until it Sleeps, do Metallica ficou muito

legal com teclados, e em seguida mais duas representantes do metal mais moderno, Going

Under, do Evanescence, que, aliás, ficou linda com vocal masculino, e Points of Authority, do

Linkin Park. Voltando ao som tradicional, uma das mais bacanas, TNT, do AC/DC, com uma

pegada bem hard rock, excelentes vocais e um belíssimo solo de guitarra. Finalizando com

chave de ouro, Blew, do Nirvana.

O disco está muito bem produzido, e a bela capa reflete bem a atmosfera de equilíbrio entre

as músicas. É um grande álbum, com certeza, e ao final da audição fica aquele gosto bom de

quero mais.


Formação:

Marlon Teles – Vocal

Anderson Lima – Guitarra

Markcell – Baixo

Artur Braga – Bateria

Participações especiais:

Gessé de Sá – Vocal

Robson Cardilli – Vocal


Links:

https://www.facebook.com/FullMessenger