top of page
  • Foto do escritorMaria Correia

ARTILLERY lança “Raw Live (At Copenhell)”


Foto de John-filho

ARTILLERY não é uma banda com muitos álbuns ao vivo. Na verdade, em mais de quatro décadas, eles lançaram apenas um. Até agora. Então, quando isso acontecer, deve ser especial. “Raw Live (At Copenhell)” foi lançado na sexta, dia 2 de fevereiro. Gravado em 2022, recém-saído do bloqueio pandémico, num dos maiores festivais de metal do seu país (e entre os maiores festivais de metal da Europa!), o live set dos dinamarqueses foi impecável. Infelizmente, foi também uma das últimas apresentações ao vivo do baterista Josua Madsen, que morreu no ano seguinte em um acidente de carro. Também marca um ponto de viragem para os thrashers veteranos, que recentemente se despediram do vocalista Michael Bastholm Dahl e do guitarrista Kraen Meier e estão ansiosos por uma nova era emocionante pela frente. Mas, por enquanto, vamos nos curvar diante da performance monstruosa de Josua em Copenhell em 2022 e ouvir o guitarrista e fundador do Artillery, Michael Stützer, sobre o lançamento.


O ano era 2022, recebemos a oferta para tocar em um dos festivais de metal mais legais do mundo: o Copenhell. Tudo havia sido destruído pelo COVID-19 nos anos anteriores. Então, 2022 foi o ano em que ficamos ocupados.


Grandes festivais nos contataram, TV alemã e assim por diante. Rockhard, Suécia Rock, Brutal Assault e Copenhell.


Copenhell foi grande para nós. Dividir o palco com bandas como KISS, Metallica, Iron Maiden, Mercyful Fate, Judas Priest dificilmente aumenta. Sentamos e decidimos gravar o show, tinha que ser o mais cru possível, autêntico como o inferno e a esperança era poder usar as faixas como bônus para lançamentos futuros. Talvez como um lançamento ao vivo. Quando recebemos a gravação, pensamos que ela deveria ser lançada como um show, não como faixas bônus. Søren Andersen, nosso produtor permanente, foi encarregado do caso. Os níveis de som tiveram que ser um pouco corrigidos, mas foi isso. Søren disse a certa altura: “Droga, Josh está PEGANDO FOGO!”. E ele estava!


A maior revista de música da Dinamarca, Gaffa, deu ao concerto 5/6 estrelas e a manchete foi “O homem está ocupado”. Josh jogou melhor do que nunca. Josua morreu em um acidente de carro em 2023. Agora o álbum está lançado, um pouco atrasado, sim, mas é uma gravação, que é como deveria ser quando se fala em Artilharia. Cru, sem polimento, direto na sua cara. Daí o nome do disco ao vivo: “Raw Live (At Copenhell)”.


A Artillery existe há mais de 40 anos. O capítulo final ainda não foi escrito; espere, há mais na Artilharia. Por exemplo, uma turnê Metalized com amigos do Manticora e o novo vocalista Martin Steene, conhecido do Iron Fire e Force of Evil, bem como uma turnê maior nos EUA. O álbum é uma homenagem a Josh, assim como um punho cerrado no ar para nossos fãs. Obrigado Satanás. Graças à Poderosa Música.


“Live Raw (At Copenhell)” foi lançado dia 2 de fevereiro em CD, LP (vinil preto) e formato digital. Pode ser encomendado AQUI.


Lineup - Gravação:

Michael Bastholm Dahl - vocals 

Michael Stützer - lead guitars 

Peter Thorslund - bass 

Kraen Meier - lead guitars 

Josua Madsen - drums 



"Raw Live (At Copenhell)" tracklist:

1. The Devils Symphony 

2. By Inheritance 

3. Turn Up The Rage 

4. The Face Of Fear 

5. Bombfood 

6. The Challenge 

7. In Thrash We Trust 

8. 10.000 Devils 

9. Legions 

10. Khomaniac 

11. Terror Squad 


Webshop:


Web:


Fonte: Mighty Music

bottom of page