• Maria Correia

Atemiz: Lançamento da track inédita “Vênus”


Faixa mais pesada já criada pela Atemiz, “Vênus” acaba de sair oficialmente, em 03/12, marcando o retorno definitivo dos gaúchos à cena após um hiato. Repletos de planos, os membros fundadores Guto Gaelzer (voz e guitarra) e Nick Motta (voz e baixo) não poderiam estar mais animados com o resultado obtido após o trabalho anterior, “Obrigado”, e a mais recente track vem na esteira desta empolgação. Como ela surgiu? Guto esclarece:


“A composição original da ‘Vênus’ veio num momento de descontração. Ela é de nosso ex-baterista, Ricardo Bueno, que tocou conosco em 2013/14, e de nosso amigo Raphael Felicio. Originalmente acústica, o Rick sempre a tocava no violão, na mesma pegada dos primeiros discos do City And Colour. A letra e o jeito de cantar são dele, mas Nick, eu e Henrique Fioravanti, nosso produtor, rearranjamos essa ‘versão da quarentena’ e virou outra música. A gente sempre gostou dela e achávamos que combinava com toda essa situação atual. E é como se o próprio punk tomasse conta dessa nova leitura, que havia nascido ‘City And Colour’, mas agora se tornou ‘New Found Glory’. Ficou legal e bem na vibe que a gente queria”.


Com participação de Luiz Miller (guitarra solo) e Bruno Lamas (bateria), todos gravaram à distância: o primeiro em seu home studio em São Paulo e o segundo no estúdio em que trabalha, em Los Angeles, além de Nick em Floripa e Guto em Nova York. E como funciona, na prática, esse processo com cada um fazendo sua parte em seu próprio canto? Guto revela: “Como em ‘Obrigado’, gravamos tudo em sessões separadas, íamos mandando trechos uns aos outros e o Henrique juntou tudo para montar esse ‘monstro’”.


O músico ainda destaca a mensagem transmitida pela bela canção: “Ela fala sobre como nos sentimos na pandemia, dos planos adiados ou cancelados e a vejo como uma ode à liberdade que projetamos no futuro, ‘quando o dia chegar’, ‘eu faria as malas e largaria tudo’, como diz a letra. Serve também para as pessoas que não vemos há tempos e, durante a pandemia, bateu o arrependimento. Acho que todos têm algo meio mal resolvido que voltou à tona em 2020”.


Nick também dá seu parecer: “Ela me traz a sensação de saudade! Época de adolescência em que tentávamos entender o mundo, mas o que estávamos começando a entender mesmo era a sensação de se apaixonar”. E ele aproveita para avaliar o momento atual com a repercussão que ‘Obrigado’ vem gerando: “As pessoas nos procuram para dizer que gostaram muito dela e que ela trouxe um sentimento de nostalgia da adolescência.

Muita gente está nos pedindo para anunciarmos datas de shows. Estamos muito felizes mesmo”.


E vem mais por aí: em dezembro, eles farão um clipe para “Vênus”, o primeiro da Atemiz desde 2014, que será filmado simultaneamente em Nova York, Balneário Camboriú, Curitiba e São Paulo, em esforço conjunto de três produtoras distintas.


Confira “Vênus” no YouTube:

E em:

https://sl.onerpm.com/3003750057


Curta seu lyric vídeo, disponível desde 04/12, em:

https://youtu.be/b_5e4lavVrs


Siga a Atemiz no Instagram: @atemizlive


Assessoria:

Isabele Miranda (IM Press&Mkt) – @isabelemirandatv


Por: Isabele Miranda / Vagner Mastropaulo

Fonte: IM Press&MKT