• Maria Correia

Ativismo, contracultura e música pesada: Conheça o The Black Punks


A banda paulistana The Black Punks lançou rencetemente seu primeiro Web Clip intitulado "Passageiros da Agonia", o mesmo nome do EP recém-lançado. O videoclipe se encontra disponível na íntegra no canal do YouTube da gravadora Latino-americana Eletric Funeral Records.


A banda paulista que foi formada em 2018, traz uma pegada Punk Rock/Hardcore com bastante referência aos clássicos dos anos 90. O quarteto conta com os membros Paul Dickerson (guitarra/vocal), Gabriel Soares (contra baixo), César Henrique (bateria) e Vagner Gevergi (vocal).


O EP "Passageiros da Agonia" que conta com 6 faixas traz guitarras pesadas, um contrabaixo presente, uma bateria que comanda muito bem um ritmo forte e pulsante, vocais potentes que mesclam punk rock, hardcore, rock and roll com uma pitada de horror punk desfilando com versatilidade e uma bela dose de brutalidade sonora. Esse EP é uma obra bem original que faz jus ao velho, porém não obsoleto punk rock hardcore.


Assista ao webclipe aqui:

Conversamos com a banda sobre suas influências musicais, planos futuros, trajetória, entre outras curiosidades. Confira!


De onde surgiu o nome "The Black Punks"?

R:Bem a história é simples, no começo da banda eramos 3 caras negros tocando Punk Rock. Pensamos em "Punk Preto" ou outras coisas óbvias mas, "The Black Punk's eu acredito que foi unanimidade entre nós.


Como e quando a banda surgiu?

R:A banda surgiu em 2018! Eu estava casa com vontade de fazer um som. Então liguei para o meu amigo Paul (guitarra) e fiz uma proposta da gente se juntar e de fazer um som sem compromisso, mais como hobby só pra tocar mesmo e como já tínhamos bandas anteriores e já tocamos junto em uma outra banda, mas na minha cabeça eu já sabia quem seria o baixista e para minha sorte o Gabriel aceitou. O Vagner (vocal) ele chegou uns dois anos. Uma coisa engraçada era que a banda no começo era somente eu e o Paul e era só no papel, mas a gente já tinha nome e o logo da banda o nome que antes era "D&G The Black Punk's".


A banda segue promovendo seu último lançamento, o EP "Passageiros da Agonia". Como foi o processo de composição e gravação?

R:O processo de gravação foi um pouco complicado por causa dos nossos respectivos trabalhos, ir gravar em plena segunda-feira não é nada fácil (pois no Brasil é muito difícil viver somente de música, principalmente banda independente), mas quando a gente entrou no estúdio para gravar, a hora passou que a gente nem viu, foram seis horas de gravação. Já o processo de composição é divido entre nós todos mas a maioria das músicas do EP já era de uma outra banda que eu(Cesar), o Paul e o Vagner tínhamos antes. Repaginados as canções para ter uma cara mais atual e acrescentamos duas canções inéditas "Depende" e "Sem piada"


O disco foi muito bem recebido nos de sites de música especializada nacionais e internacionais . Como a banda está vendo esse feedback tão positivo do material lançado?

R:Na minha opinião(Cesar), estou bem surpreso pois os feedbacks vêm de muitos lugares e são extremamente positivos. No geral sempre pensamos que podemos fazer melhor, e com certeza vamos fazer isso no nosso próximo álbum, que vai vir completo e receado de inéditas


Suas músicas demonstram muita intensidade e entrega por parte da banda. Existe alguma composição que seja mais especial para vocês?

R:Essa pergunta é bem difícil caras, hahahaha. Todas as músicas são especiais para nós, mas individualmente cada um tem a sua predileta. Pra mim são três em especial, é sem piada, depende e todo sofrimento que causei.


Quais as bandas e fontes artísticas que inspiram o som da banda? Quais as bandas e fontes artísticas que inspiram o som da banda?

R:As nossas fontes inspiradoras são, Ratos de Porão, Bad Religion , Matanza, O Rappa, Living Colour, Bezerra da Silva, Sabotage, Red hot Chili Peppers, Zumbi do Espaço, Nação Zumbí, Dead Fish e por aí vai pois a lista é grande e cara membro tem a sua individualidade musical o que faz da gente uma banda bem versátil.


Como foi o processo de criação e gravação do clipe do "Passageiros da Agonia"?

R:Quem produziu o Webclip foi nosso guitarrista Paul junto com a galera da Sophia-Music produções, nos sempre gostamos de clipes gravados em estúdio, com a banda tocando, mais cru e simples e tentando fazer isso. Porém com o decorrer da produção acrescentamos imagens reais das pessoas usando transporte público para trazer essa realidade ao clipe. E uma coisa tenho que dizer, gravar clipe fingindo que está tocando é bem mais cansativo do que tocar de verdade! Hahahaha


Podemos esperar mais conteúdo inédito da banda em breve?

R:Conteúdo inédito? Temos muitos! Algumas músicas inéditas a gente toca nas nossas apresentações e nos nossos ensaios wue transmitimos pelo Instagram. Sempre estamos lapidando para gravamos o álbum cheio, que já está em fase de criação e logo mais vai sair. Por fim gostaríamos de agradecer a oportunidade de conversar com vocês, é quase um sonho realizado. Fiquem sempre ligados nas nossas redes sociais: @the_black_punks no Instagram e Facebook e The_black_punks oficial no YouTube! Nosso Webclip "Passageiros da Agonia" está disponível no YouTube da nossa gravadora Eletric Funeral Records e nossas músicas estão disponíveis em todas as plataformas de streaming de música pelo mundo a fora. Não se esqueçam de apoiar bandas independentes, pois sem ajuda de vocês não somos nada. Forte abraço!!!

"Passageiros da Agonia": https://onerpm.link/234190510992


Fonte: Collapse Agency