• Maria Correia

AUSCHWITZ: DIGAØ e Jones Premiere lutam contra supremacismo em novo single


Não é novidade que o radicalismo político e religioso gera danos à sociedade como um todo. Portanto, é preciso combater o retorno de grupos supremacistas. E é a partir desta premissa que DIGAØ divulga o single Auschwitz. A faixa tem participação especial de Jones Premiere e aborda o holocausto com o intuito de enfrentar quaisquer movimentos negacionistas sobre o tema.


A música mistura rock alternativo e metal, dialogando principalmente com as vertentes de trash metal e nu metal. As gravações ocorreram de forma remota, através do Musikorama Studio Online. Na ocasião, o próprio DIGAØ assinou a produção, a mixagem e a masterização da obra - inspirando-se em bandas como Sepultura, Thrice e Korn. Vale pontuar que a melodia foi composta em parceria com o guitarrista Dandy (Born Strong).


Escute Auschwitz via Spotify ou Deezer


O músico frisa que o tema lhe é natural à medida que descende de judeus e segue a religião. Além disso, DIGAØ explica que a faixa obtém o título de Auschwitz devido ao campo de extermínio que o brasileiro Andor Stern enfrentou.


"Escrevi essa música após ler uma matéria sobre o senhor Andor e ficar profundamente impactado com o seu relato. A letra conta a história dele e relembra a memória dos judeus assassinados no holocausto. Essa música não é uma celebração à tragédia, antes, um combate ao crescimento de grupos supremacistas e ao negacionismo histórico."

Arte da capa por DIGAØ

Jones Premiere, por sua vez, destaca a intensidade da melodia e da mensagem da canção


“Vejo o rock como uma real ferramenta de transformação. Por isso, me identifiquei tanto com o arranjo e com a letra de Auschwitz. Me senti à vontade para imprimir a minha digital e fiquei feliz com o resultado. Nós conseguimos trazer uma veia visceral para o catálogo do DIGAØ, que é um artista pelo qual tenho muita admiração. Por isso, só tenho a agradecer pelo convite”.


VERMELL PRESS

vermellpress@gmail.com

Instagram: @vermellpress


Fonte: Vermell Press