top of page
  • Foto do escritorMaria Correia

EXMORTUS anuncia álbum de estúdio "Necrophony"


Crédito Foto: Hugo Juarez (Juarez Photography, Heavy Defender)

EXMORTUS, um dos expoentes do death metal melódico vindo da cidade de Los Angeles, nos Estados Unidos, anuncia seu sexto álbum de estúdio "Necrophony"

EXMORTUS revela novo e sexto álbum de estúdio intitulado "Necrophony". Com raízes estabelecidas na cidade de Los Angeles, nos Estados Unidos, o quarteto especializado em death metal melódico promete lançar o registro mais emblemático de suas carreiras no dia 25 de Agosto pela Nuclear Blast Records.


A banda complementa que demoraram quatro anos para criar o álbum que se considera renascido das cinzas após a pandemia e do isolamento por ela provocada e agora querem extravasar toda a sua criatividade represada.


O guitarrista/vocalista Conan comentou:

"'Necrophony' foi uma ideia para o título do álbum desde que me lembro. Esta sinfonia para os mortos não poderia ser realizada para uma coleção de músicas até agora. Finalmente, temos nosso trabalho mais sombrio e o mais inspirado na temática clássica até agora, que inclui até a arte feita pelo grande Toha Mashudi que combinou com a temática perfeitamente. Retornamos ao Sharkbite Studios para que o poderoso mago que é o engenheiro de som Zack Ohren nos ajudasse novamente a forjar nosso metal e o resultado foi a forja do melhor aço que todos nós temos orgulho de usar no campo de batalha."


A banda lança a nova faixa 'Metal Mind' que pode ser ouvida em todas as plataforma digitais aqui: https://exmortus.bfan.link/mind-of-metal.a01


Assista ao videoclipe para 'Metal Mind'

Conan comentou a faixa: "'Mind of Metal' é um grande complemento ao nosso single anterior 'Oathbreaker', pois tem ritmos e estrutura contrastantes, mas compartilha a inspiração lírica de Tolkien. É uma homenagem ao mago Saruman e outros personagens semelhantes do Mundo fantástico, por sua vontade de poder e dominação por meios astutos e industriais. Esta música apresenta grooves, licks rápidos e alguns de nossos riffs favoritos. Mal posso esperar para tocá-la ao vivo!"


ICYMI:


TracklistNecrophony:


1. Masquerade

2. Mask of Red Death

4. Mind of Metal

5. Storm of Strings

6. Test of Time

7. Darkest of Knights

8. Prophecy

9. Children of the Night

10. Beyond the Grave

11. Overture

12. Necrophony

13. Moonchild

Sobre EXMORTUS: EXMORTUS, conhecidos por serem um dos grandes representantes do metal extremo neoclássico da cidade de Los Angeles, Estados Unidos, retornam com o novo álbum e sexto álbum, "Necrophony". O álbum, que ficou em produção por quatro anos, o oferece nada além do renascimento selvagem e renovação feroz de uma banda sedenta por metal extremo. "Necrophony" marca um ponto de virada significativo para o quarteto após um lançamento de um EP intitulado "Legions of the "Undead" lançado em 2019. Eles não apenas emergiram mais fortes após a agonia da pandemia, mas também retornaram mais rápidos, loucos, como também assinaram um contrato com a potência global do metal - a Nuclear Blast. A paixão e a fúria do single inicial “Oathbreaker” é apenas a ponta da torre mais escura de EXMORTUS. Os singles subsequentes, como a poderosa “Mind of Metal” e a vindoura “Storm of Strings”, um cover sem piadas do compositor grego-americano Yanni interpretando “Summer” de Vivaldi, agregam muito à obra magistral da banda estadunidense. EXMORTUS foi fundado em 2002. O grupo lançou um punhado de demos e EPs bem recebidos que culminaram na estreia In Hatred's Flame em 2008. Desde então, Gonzalez - agora acompanhado pelos especialistas Phillip Nuñez (baixo), Chase Becker (guitarras) e Adrian Aguilar (bateria) - lançou mais quatro álbuns que são favoritos dos fãs. EXMORTUS fez turnês com Amon Amarth, Obituary, Death Angel e mais, fez shows na América do Norte e na Europa. Entre os grandes feitos da banda inclui uma passagem pelas lendas do thrash Exodus no evento NAMM e um cobiçado lugar no cruzeiro 70000 Tons of Metal. Necrophony, uma junção de “necro” e “falso” (ou “sons mortos”), é Exmortus maior, mais malvado e perversamente inquieto. Escrito a partir de uma lousa nova, as origens de Necrophony podem ser rastreadas até os prelúdios de “Masquerade”, “Overture” e a introdução de “Children of the Night”. Uma vez que EXMORTUS teve a sensação, eles decidiram expandir os motivos forjando a sofisticação vienense com o poder do metal. Observadores atentos ouvirão o uso inteligente de EXMORTUS do tema musical do álbum ao longo de suas 12 canções. Isso inclui "Darkest of Knights" e a já mencionado "Children of the Night", bem como as explosões mais curtas de Necrophony em "Oathbreaker" e "Beyond the Grave". Os atributos mais importantes foram, no entanto, a vibração e a criação cuidadosa da impressão digital sônica de última geração do EXMORTUS. Enquanto os álbuns anteriores até "The Sound of Steel" de 2018 foram baseados em fantasia heróica/espada e feitiçaria, Necrophony vira uma página decididamente mais sombria. EXMORTUS passou de uma estética de "Conan, o Bárbaro" e "Gladiador" para algo mais negro, mais nefasto, conforme ilustrado pelos contos mais sinistros e malignos de Lovecraft e Tolkien. Há até elementos do terror clássico acontecendo. Isso é, claro, um reflexo do nosso mundo imediato e da escuridão que envolve tudo nele. EXMORTUS convidou o engenheiro, produtor Zack Ohren (Fallujah, Immolation) para retornar para trabalhar em seu novo álbum Necrophony que também masterizou e fez a mixagem do novo registro. Certamente, a equipe que consolidou os três álbuns anteriores do grupo nos anais do metal mundial funcionaria novamente. Com Ohren no comando, EXMORTUS se escondeu no Sharkbite Studios em Oakland, na Califórnia. Necrophony foi acelerado em pouco menos de duas semanas. O resultado é um álbum virtuoso que certamente deixará os fãs agredidos, ensanguentados e famintos por mais opulência violenta. Com “Oathbreaker”, “Mind of Metal” e “Storm of Strings” tocando nos ouvidos escurecidos, a ascensão do EXMORTUS aos escalões superiores do metal extremo é garantida com seu novo registro "Necrophony". Curve-se em reverência às dinastias de seis cordas que voam alto agora.


Fonte: Nuclear Blast



Comments


bottom of page