• Maria Correia

Ghost:Hello e Night Goat lançarão split em novembro


Duas das bandas mais emocionantes da cena underground de Ohio, Ghost: Hello e Night Goat , anunciaram que lançarão um EP juntos em 13 de novembro. Cada banda contribui com três faixas para esse banger, com Ghost: Hello apresentando seu rock espacial inspirado no grunge e Night Goat respondendo com suas ofertas de ruído agressivo.


Não perca este lançamento, um exemplo perfeito de dois sons contrastantes, mas complementares, que se unem para criar uma experiência de audição excepcional.

Sobre o Ghost: Hello

Ghost: Hello é um caso de família stoner rock sintetizado do nordeste de Ohio. Formado pelo duo marido / mulher Nina Skok e Will Jennings e seu amigo de longa data Pat Delagrange, os três tocam em bandas DIY há décadas. (As gravações até agora apresentam o ex-baterista Joe Kidd.) Trazendo todos os tipos de elementos não ortodoxos em seu ataque de fuzz rock, esta peça de três contrabalança a lama do stoner com grooves de trip hop.


Após o lançamento de seu álbum de outono de 2019, The Sound of Color in Space , parece que Ghost: Hello está pronto para assumir novos horizontes. Tendo tocado no meio-oeste desde 2013, a multidão local está faminta pelo que está prestes a entregar. Uma banda que conhece bem o trabalho árduo e que constantemente pressiona para inovar, Ghost: Hello é uma lufada de ar fresco em uma cena lotada!


Conecte-se no Facebook: https://www.facebook.com/Ghosthello

Sobre Night Goat

Todo mundo tem uma faixa que pode colocar para explodir as teias de aranha. Night Goat está definido para ser a próxima banda. Lidando com rock barulhento e difuso, o quarteto lançou sua estréia escaldante, Milk no final de dezembro de 2019, já tendo feito seu nome em Ohio, abrindo para Querubins e tocando com diversas bandas como Whores, Low Dose, False Gods, e Backwoods Payback. A banda se baseia nos destaques do início dos anos 90, Amphetamine Reptile e Touch and Go Records - ecos de Unsane, The Jesus Lizard e Helmet fazem aparições.


À frente e no centro está Julia Bentley e seus vocais ferozes. As letras são tão sombrias quanto deveriam ser para este estilo de música (“Sinta a batida de um coração partido / Meu machado ... sua caixa torácica”), e sua fala é tão distorcida quanto sua escolha de palavras. O barulho da guitarra de seu marido é um acompanhamento adequado, enquanto Chris abre seu caminho através de riffs estranhos, barulho de girar a cabeça e vocais de apoio berrantes. Dalin Jones, Donnie Casey e Mike Pavia trazem ritmos estrondosos e barulho furioso para a mesa em homenagem a bandas como Tad e os Melvins.


A sensação geral é avassaladora, uma cacofonia de riffs barulhentos e gritos distorcidos - do jeito que o rock barulhento deveria ser. Esta é uma cabra que não se deve mexer.


Conecte-se no Facebook: https://www.facebook.com/nightgoat13


Fonte: Dewar PR