• Maria Correia

Já disponível novo vídeo do Uganga para "Lobotomia"


Crédito Foto: Daniel Moreira

regravação desse clássico da icônica banda paulista de crossover é uma homenagem às vítimas do “holocausto brasileiro”

O quinto álbum de estúdio do Uganga, “Servus”, lançado em Março de 2019, é, sem dúvidas, o mais bem-sucedido trabalho do grupo mineiro até aqui!

Afinal, além de ter sido financiado por dois relevantes prêmios - o Wacken Foundation e a PMIC de Uberlândia - “Servus” só recebeu elogios da imprensa especializada e foi indicado entre os “Melhores Álbuns de 2019” por mais de 20 veículos, inclusive recentemente para o Prêmio Dynamite 2020 na categoria “Melhor Lançamento de Heavy Metal”. Faz parte do tracklist de “Servus” uma regravação da música “Lobotomia” da banda de mesmo nome, uma das mais icônicas da cena crossover de São Paulo. De acordo com o vocalista do Uganga, Manu Joker, a ideia da regravação é uma homenagem à cena punk e às vítimas do que ficou conhecido como “holocausto brasileiro”. “Durante uma parte considerável do século XX, uma colônia em Barbacena/MG serviu como depósito para os “indesejáveis” durante o governo militar. Pessoas tímidas, analfabetas ou alcoólatras poderiam ser enviadas via trem para esse inferno na terra, vivendo em condições totalmente desumanas e à revelia do estado e da constituição. Mortes por frio, fome e choques elétricos eram diárias e cadáveres eram vendidos em esquemas lucrativos de corrupção. Isso gerou um fenômeno chamado “Holocausto Brasileiro” retratado inicialmente em matérias jornalísticas e depois no livro de mesmo nome escrito por Daniela Arbex. Em 1987, a banda de crossover Lobotomia lançou seu álbum de estreia autointitulado e a faixa de abertura, com o mesmo nome, chamava a atenção para essa história entre os punks e headbangers brasileiros. Em 2019, o Uganga homenageou às vítimas dessa tragédia e a cena punk nacional com uma versão desse clássico no nosso álbum “Servus”. Em 2020, tragédias como essas ainda são relativizadas no Brasil”, explicou Joker. O Uganga recentemente registrou um vídeo para a música “Lobotomia”. Assista:

Entre outras novidades, o Uganga gravou recentemente uma versão para “Mandatory Suicide” que vai sair no “Brazil Painted Blood – The Brazilian Tribute To Slayer” a ser lançado em breve pela gravadora Armadillo Records. Essa versão contará com as participações especiais do DJ Eremita e de Thais Amaral, vocalista da banda Endigna. O Uganga também está em processo de composição de algumas novas músicas que farão parte de um novo EP que a banda promete para 2021. Além de Manu Joker, o Uganga atualmente também é formado por Christian Franco (guitarra), Lucas Carcaça (guitarra), Raphael Franco (baixo) e Marco Henriques (bateria).

Para ouvir “Servus” nas plataformas digitais, acesse: Spotify: https://spoti.fi/2FHmUHi Deezer: https://bit.ly/2FJFVZO Google Play: http://bit.ly/2uF1UM8 iTunes: https://apple.co/2WFuVmZ Amazon: https://amzn.to/2UceKAX Youtube: http://bit.ly/2YDaMjr Assista também o videoclipe da faixa título no Youtube:



A versão física em digipack de “Servus” está à venda pela Incêndio Shop http://bit.ly/2JXLI3i e também pela Die Hard http://bit.ly/2OE55wL Mais Informações: www.uganga.com.br www.facebook.com/ugangaband www.youtube.com/ugangamg www.instagram.com/uganga www.wacken-foundation.com


Press Release e Gestão Cultural: Eliton Tomasi - SOM DO DARMA eliton@somdodarma.com.br www.somdodarma.com.br (15) 99134-3443 Informações para Imprensa: Susi dos Santos - SOM DO DARMA susi@somdodarma.com.br www.somdodarma.com.br (15) 99117-6613


Fonte: Som do Darma

As opiniões expressas nesse site são de responsabilidade de seus autores e não expressam necessariamente a opinião de seus editores.

Site criado por JP Carvalho da JPGraphix, para Metal No Papel 2017 / 2020 - Todos os direitos reservados.

O site Metal no Papel tem sede à Rua Joaquim do Lago, 339 Casa - Balneário Mar Paulista, São Paulo, SP

CEP: 04463 - 080 - mnp.metalnopapel@gmail.com