• Maria Correia

Julico usa psicodelismo e mensagem de astro do soulem clipe de ‘Eu São/Curtis Says’


Crédito: Divulgação

Música e clipe reforçam mensagem de Curtis Mayfield, ícone da soul music, contra a intolerância, racismo e desigualdade

Julico, o Júlio Andrade do The Baggios, aproveita o momento de confinamento para se jogar nas produções audiovisuais em casa. No feeling do DIY (Do it Yourself) nasce o psicodélico videoclipe de ‘Eu São/Curtis Says’, o segundo single do seu primeiro disco solo, ikê maré (lançamento em outubro).


Assista ao clipe:

Nesta produção de múltiplas cores e atuação peculiar do próprio Julico, se destacam duas luzes simples para um clipe do zero. Criou a concepção no feeling, a partir de objetos da própria casa e usou luzes psicodélicas, uma analogia com o fluxo frenético da rotina diária, mesmo durante o isolamento.


O clipe reforça a letra da música. Em imagens, dialoga sobre angústias e alegrias, fala da dualidade do homem, às vezes são, às vezes perturbado. Para Julico, viver é uma eterna jornada que demanda tempo e busca incessante por coisas novas. “Tem a ver com se encontrar e se curar das camadas de ansiedade, de pressão psicológica que se absorve no dia a dia”, ele contextualiza.

Crédito: Divulgação

A mensagem de Curtis Mayfield, ícone da soul music, assim como na música, é também exaltada no clipe: de que somos todos um e sugere busca da elevação espiritual para enfrentar os problemas, além de ser um grito contra a intolerância, contra o racismo e a desigualdade.


Fundador do The Baggios, compositor, produtor musical, Julico é de São Cristóvão, cidade histórica de Sergipe. Com a renomada banda de blues rock, compôs e produziu os premiados “Brutown” (2016) e “Vulcão” (2018) - indicados ao Grammy Latino na categoria melhor álbum de rock ou música alternativa, com os quais fez turnês extensas por todo o Brasil, EUA, Canadá, México e Europa.


Julico tem composições indicadas a “melhores músicas/discos do ano” em 2011, 2013, 2016 e 2018 por jornalistas da Rolling Stone, Folha de São Paulo, Estadão, e em dezenas de sites e blogs especializados. Além disso, suas músicas já passaram pelas vozes de artistas importantes da cena contemporânea brasileira como Hélio Flanders, Baiana System, Céu, Fernando Catatau e Jorge Dupeixe (Nação Zumbi).


Contato para a imprensa

Fonte: Tedesco Comunicação & Mídia

As opiniões expressas nesse site são de responsabilidade de seus autores e não expressam necessariamente a opinião de seus editores.

Site criado por JP Carvalho da JPGraphix, para Metal No Papel 2017 / 2020 - Todos os direitos reservados.

O site Metal no Papel tem sede à Rua Joaquim do Lago, 339 Casa - Balneário Mar Paulista, São Paulo, SP

CEP: 04463 - 080 - mnp.metalnopapel@gmail.com