top of page
  • Foto do escritorMaria Correia

KERRY KING anuncia álbum solo "FROM HELL I RISE", programado para lançamento em 17 de maio


Crédito da foto: Andrew Stuart

O Fórum de Los Angeles pouco antes da meia-noite de sábado, 30 de novembro de 2019, Kerry King do Slayer estava no centro do palco, suas correntes características penduradas em seu cinto, ele caminhou até a direita do palco , desenganchou as correntes e segurou-as bem alto, jogou-as no chão do palco, virou-se e saiu do palco.


“Eu sabia desde o início que não tinha terminado e não tinha intenção de não continuar a jogar.”-Kerry King


Com material novo suficiente para dois álbuns completos, todos escritos por King, se não fosse pela pandemia de COVID, seu tão esperado projeto solo provavelmente teria surgido em 2020. Para seu álbum de estreia, From Hell I Rise , devido lançado em 17 de maio pela Reigning Phoenix Music, King, na guitarra solo, alistou o baterista Paul Bostaph (Slayer), o baixista Kyle Sanders (Hellyeah), Phil Demmel (ex-Machine Head) na guitarra solo e o vocalista Mark Osegueda (Death Angel). Trabalhando com o produtor Josh Wilbur (Korn, Lamb of God, Avenged Sevenfold, Bad Religion), a maior parte do álbum solo de King foi gravada no Henson Studios em Los Angeles em cerca de duas semanas, e foi finalizada em junho passado.



“Eu não sabia o que pensar, você sabe, é Kerry King do Slayer que já ouvi um milhão de vezes”, disse Wilbur. “Ele é uma presença muito forte. Eu não diria que Kerry tem ego, mas ele tem confiança em si mesmo, o que é uma coisa boa. Isso é o que você quer nas suas estrelas do rock e na sua banda. Ele nunca parece um idiota ou um cara mau. Mas ele sabe exatamente o que quer. Ele não faz rodeios. Ele fica tipo, 'Eu não quero fazer isso, mas quero fazer isso'. Muito direto, mas vem de um lugar de confiança, e não de qualquer outra coisa. Eu realmente gostei de trabalhar com Kerry.”


De acordo com King, a nova música consiste em “vários temas religiosos, algumas entradas de guerra, coisas pesadas, coisas punk, coisas doomy e coisas assustadoras, com velocidades hercúleas alcançadas. Se você já gostou de algum Slayer em qualquer parte de nossa história”, acrescenta ele, “há algo neste disco que você vai gostar, seja punk clássico, punk rápido, thrash ou simplesmente heavy metal!”


Também foi anunciado hoje o lançamento de “Idle Hands”, a faixa de estreia do próximo projeto solo de King. É rápido, é agressivo, vai te esmagar contra uma parede de tijolos, te deixar sem fôlego... e querendo mais. Você pode conferir AQUI .


“Todos nós da RPM estamos muito entusiasmados por trabalhar com Kerry King e é uma honra trabalhar em seu primeiro álbum solo”, disse o cofundador e presidente da RPM, Gerardo Martinez. “A alegria de trabalhar no último álbum do Slayer, Repentless, e de me reunir com meu irmão em sua nova jornada musical não poderia ser melhor!”



Como King admite: “Mesmo com um disco pronto, ainda tenho muitas músicas que precisam ser finalizadas. Isso é o que eu sei fazer... o número um é a música, o número dois é o metal. Faz parte da minha vida há 40 anos e não estou nem perto de terminar.”


Fonte: Reigning Phoenix Music (RPM)

Comments


bottom of page