top of page
  • Foto do escritorMaria Correia

KOOL METAL “PRE FEST”, SEGUE ESQUENTANDO COM BANDAS NACIONAIS


Texto e fotos: André Santos


Organização: Kool Metal Fest


Imprensa: Tedesco Comunicação & Mídia


No dia 12/03/22, ocorreu o terceiro Pré - Fest do ‘Kool Metal Fest’, já esquentando a confirmação devidamente anunciada para maio de 2022 (29/5, Carioca Club), com um lineup devastador, com nomes como Belphegor (Bélgica), Ratos de Porão, Krisiun e a estreia da Crypta em São Paulo, entre outros. Acontece que o fest surfa com tudo nesta retomada dos shows presenciais e, até devem realizarem diversos Pré-Fest, como este poderoso recém-realizado!


No dia 12 de março, o terceiro Kool Metal Pré-Fest aconteceu no Fabrique Club com cinco bandas, duas delas já são atrações cativadas no evento, Surra, Damn Youth, enquanto as outras três são novatas que fazem suas respectivas estreias no palco deste tradicional evento na capital paulista: The Damnation, Sangue de Bode e Fossilization.


Com os portões da Fabrique Club aberto conforme o cronograma, o público foi adentrando a casa a parti das 16 horas, sendo que durante o processo do decorrer do tempo para o início da apresentação das bandas, a organização do fest se encarregou de passar ao telão do palco suas edições anteriores, trechos como entrevistas e vídeos realizados nas apresentações que ocorrem no palco do fest anteriores.


Já as 17:30, da tarde sobe a primeira da banda um trio de musicistas consagradas da cena metal nacional, as meninas do The Damnation, realização abertura do fest e sua primeira estreia aos palcos, trazendo consigo o lançamento do EP ‘Parasite’, foi lançado em 2020 pela Xaninho Discos.


Para minha surpresa e até para as meninas, mesmo comenta: por Renata Praelli, frontmam e guitarrista do trio, casa já estava cheia para ver apresentação da banda, que fez uma performance bem competente ao palco da Fabrique Club, já fazendo a galera se movimentar-se com seu Thrash Metal.


Em seguida, após apresentação do trio feminino, a organização corre para os ajustes do palco para próxima banda (aliais vale comentar, organização impecável e dinâmica, fazendo tudo ocorrer conforme o cronograma conforme o anunciado!). Enfim por de vez sobe ao palco umas das bandas que eu tinha muita curiosidade de ver ao vivo, uma das novas sensações do metal carioca Sangue de Bode, um quarteto que transita entre diversas vertentes do Meta, tais como: Psicodélico ao Industrial, do Punk ao Black Metal, mais com uma sonoridade única.


O Sangue de Bode fez uma apresentação extremamente energética apresentando algumas faixas de seu discos anteriores e até mesmo de seu novo trabalho ‘Seja Bem Vindo de volta pra Cruz’, via Xaninho Discos.


Pude notar que o “Bode” tem secto público fiel, justamente por estarem bem ávidos a sua apresentação, aqui já se notava o que poderia esperar da terceira edição do ‘Kool Metal Fest’, pois a galera já estava pegando fogo com a performance do grupo Carioca.


Já a terceira apresentação do fest fica por conta de mais recente banda dentro do cenário Underground Nacional, porem formado no período da pandemia a Fossilization é constituída por músicos experientes derivados de ex-membros do Jupiterian.


A banda trouxe ao palco um Death Metal intenso e bem carregado onde fez o público pausar suas energias, e se concentrarem a apresentação da banda, com uma luz bem densa em tom de vermelho e um som bem carregado de atmosfera a banda hipnotizou o público com suas faixas que são derivados do EP “He Whose Name Was Long Forgotten”.


Após apresentação da terceira banda da Line-up do fest, sobe ao palco umas já das queridas bandas do Kool Metal Fest, falo dos garotos do Damn Youth, quem conhece sabe a banda tem uma vibração no palco bem potencializada no que leva o seu público reagir da mesma forma (com isso confesso que foi até meio difícil registrar algumas imagens devidos à insanidade que o público chega, levando você proteger mais o equipamento fotográfico... (rs..).


E a insanidade não parou por aí se vocês acham, o Damn Youth, iniciou a propagação. Pois a chinela continuou comendo solto durante apresentação de umas das bandas expoente do Hardcore/Metal Nacional, Surra sempre tem descontração peculiar ao palco levando o seu público a loucura, é muito bacana ver o público interagir de forma, de extrema energia, suas músicas soam bem cotidianas. Essas duas últimas bandas trouxeram ao palco experiencias explosivas através de suas composições.


Agora só aguardar a edição especial do mês de maio e mais alguns antecessores, que acredito que ocorra. AGUARDAMOSS!!








































Comments


bottom of page