top of page
  • Foto do escritorMaria Correia

Krisiun volta a Porto Alegre em 4 de maio para trazer brutalidade em forma de música


Krisiun em São Paulo: Crédito da foto: Anderson Hildebrando - Metal no Papel

A banda gaúcha Krisiun levou o death metal feito no sul do Brasil para além das fronteiras. E, agora, retorna aos pagos de origem para comprovar porque é uma das bandas mais cultuadas no cenário da música extrema mundial. O trio formado pelos irmãos Alex Camargo (baixo e voz), Moyses Kolesne (guitarra) e Max Kolesne (bateria) faz show em Porto Alegre dia 4 de maio, sábado, no Opinião (José do Patrocínio, 834), às 19h.


O grupo trabalha na divulgação do álbum "Mortem Solis" (2022), mas com repertório que perpassa a carreira iniciada em 1990. A abertura fica a cargo da Neptum.


Ingressos disponíveis neste link: https://bileto.sympla.com.br/event/90168.


Krisiun em Porto Alegre

Data: 04 de Maio 2024, sábado, à partir das 19h

Local: Bar Opinião (Rua José do Patrocínio, 834, Cidade Baixa)

Classificação: 16 anos

CRONOGRAMA:

19h – Abertura das portas

20h – Neptunn

21h – Krisiun



INGRESSOS:

VALORES:

3º lote > Meia-entrada R$ 90,00*3º lote > Solidário R$ 100,00**3º lote > Inteira R$ 180,00

4º lote > Meia-entrada R$ 110,00*4º lote > Solidário R$ 130,00**4º lote > Inteira R$ 220,00

* Para o benefício da meia-entrada para estudantes (50% de desconto), é necessária a apresentação da Carteira de Identificação Estudantil (CIE) na entrada do espetáculo. Os documentos aceitos como válidos estão determinados na Lei Federal 12.933/13.

** Os alimentos deverão ser entregues no Bar Opinião, no momento da entrada ao evento.


Demais descontos:

* 50% para idosos: Lei Federal 10.741/03 – obrigatória apresentação de identidade ou documento oficial com foto.


* 50% para jovens pertencentes a famílias de baixa renda: Lei Federal 12.933/13 – obrigatória apresentação da Carteira de Identidade Jovem e de documento oficial com foto.

* 50% para pessoas com deficiência (e acompanhante quando necessário): Lei Federal 12.933/13 – obrigatória apresentação do Cartão de Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social da Pessoa com Deficiência ou de documento emitido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).


* 50% para doadores regulares de sangue: Lei Estadual n° 13.891/12 – obrigatória apresentação de documento oficial válido e expedido pelos hemocentros/bancos de sangue.


Pontos de venda:

Bilheteria oficial (sem taxa de conveniência – somente em dinheiro):Loja Planeta Surf Bourbon Wallig (Av. Assis Brasil, 2611 – Loja 249 – Jardim Lindóia – Porto Alegre)Horário funcionamento: das 10h às 22h.

 

Krisiun

Krisiun é uma banda brasileira de death metal formada em 1990, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. O nome deriva de um mar lunar nomeado "Mare Crisium". É um dos precursores do brutal death metal mundial, sendo uma das bandas do Brasil com um grande reconhecimento internacional, sempre evoluindo sonoramente em seus álbuns, sem perder seu peso e brutalidade. A banda já se apresentou nos principais festivais do mundo como Rock in Rio, Wacken Open Air, Hell Fest, entre outros.


O álbum mais recente — décimo segundo da carreira — é "Mortem Solis", lançado em 2022. O título significa "Morte do Sol" em latim, e a sonoridade segue demonstrando a brutalidade que marca a carreira do trio desde sua fundação. O disco foi mixado e masterizado por Mark Lewis (Kataklysm, Deicide, The Black Dahlia Murder, etc.) em Nashville, Tennessee.


Neptun

Uma nova criatura emerge na cena death metal: Neptunn. Ancorada na experiência individual dos integrantes, a banda traz à tona um trabalho coletivo técnico e instigante. O resultado é uma sonoridade que combina referências do antigo e do novo metal da morte, com influências que vão de Incantation a Fit For An Autopsy.


O grupo trabalha, por ora, no primeiro registro oficial, o EP “(Re)Existence”, lançado em Março de 2024. Recentemente, foram lançados vídeos das músicas“Transmutate”, “Resignify”, e “Onward to Nothingness”, que dão a dimensão da tempestade sonora que a Neptunn é capaz de promover.


O projeto foi idealizado pelo guitarrista Rafael Giovanoli (In Torment, Diokane e Bloodwork) em parceria com a amiga Alexandra Porto (que não pode seguir por motivos familiares). A iniciativa começou em 2020, como reação às incertezas surgidas com a pandemia de coronavírus. A ideia era aproveitar o tempo ocioso do distanciamento social — medida para conter a crise sanitária — e fazer música com a intenção de superar aqueles tempos difíceis, em que milhões de mortes desnecessárias aconteceram em razão de governos negacionistas.


De 2020 a 2022, oito composições vieram à tona. As cordas foram gravadas em home studio por Rafael e mixadas por Felipe "The Boss" Pujol (Horror Chamber), e as baterias captadas no estúdio RR44, em Porto Alegre, com produção de Rafael Siqueira (It’s All Red).


“A Neptunn surge no meio de um epicentro pandêmico, e o EP “(Re)Existence” é um grito de resistência e de re-existência, no sentido de se reinventar e sobreviver ao caos pelo qual passamos”, pondera Rafael.


Quem acompanha o músico e tatuador no trabalho de estreia da banda é a vocalista Larissa Pires (Ethel Hunter, High School Massacre, ex-Retaliação Infernal), o baterista Matheus Montenegro (ex-Burn the Mankind), o guitarrista Bruno Fogaça (In Torment, ex-Gory, ex-Hateworks), e a baixista Nathália Ernst.


Neptunn é indicada para quem aprecia navegar por extremos sonoros. Vá fundo!


INFORMAÇÕES:



Fonte: Homero Pivotto Jr


Comments


bottom of page