top of page
  • Foto do escritorMaria Correia

Literatura, música e indignação inspiram DIGAØ em novo single “O Verão da Corrupção”


A literatura, a música e o posicionamento político tornam-se um só no novo lançamento do cantor e compositor DIGAØ. Trata-se do single O Verão da Corrupção, que inspira-se na obra de Stephen King para alertar sobre o ressurgimento de grupos fascistas e neonazistas. No âmbito melódico, a canção reflete influências de nomes como The Clash, Nirvana, Green Day e Sex Pistols.


O lançamento é disponibilizado através da Musikorama Music Records e foi gravado através do próprio serviço de produção online do selo. Na ocasião, DIGAØ gravou guitarra rítmica, baixo, bateria e voz. No entanto, contou com o suporte do guitarrista Valter Gomes (Wanderley Cardoso, Afonso Nigro), que cooperou com solos e linhas alternativas para a base.



O vocalista frisa que O Verão da Corrupção obtém o intuito de fomentar a discussão político-social à medida que correlaciona-se com o conto Aluno Inteligente (Apt Pupil), de Stephen King e ressalta o perigo de se negligenciar o passado do período facista.


Ambas as obras contam a história de um garoto que conhece um ex-soldado nazista e se encanta pelo seu lado da história - o que o levar a cometer atrocidades. “Hoje, há o ressurgimento de grupos fascistas e neonazistas em diversos países. Eles estão ganhando o coração da juventude enquanto destilam veneno contra as minorias”.

Arte da capa por DIGAØ

Apesar do teor sombrio, DIGAØ atribui ‘uma vibe divertida’ à faixa, trazendo sutilidade e remetendo-se à infância. “Durante a mixagem, me lembrei da trilha sonora do desenho Doug Funnie. Não deu outra. Abri as vozes como se estivesse gravando para um episódio da animação”, ressaltou.


Este é o quinto lançamento solo do autor que anteriormente divulgou as faixas Masterplan, Auschwitz, Tartarugas Até Lá Embaixo e Das Coisas Do Absurdo em 2020. Todo o catálogo está disponível nas plataformas de streaming.


VERMELL PRESS

Instagram: @vermellpress


Fonte: Vermell Press

Comments


bottom of page