top of page
  • Foto do escritorMaria Correia

Manger Cadavre? lança terceiro álbum de estúdio, “Imperialismo”


A banda Manger Cadavre? (Crédito: Dani Moreira)

‘Imperialismo’ é o título do novo álbum que a banda Manger Cadavre? acaba de lançar por meio de um conjunto de selos independentes. Com seis músicas inéditas, ‘Imperialismo’ traz mais elementos do death metal nas composições e é o retrato de uma fase mais amadurecida da banda formada por Nata Nachthexen (vocal), Paulo Alexandre (guitarra), Bruno Henrique (baixo) e Marcelo Kruszynski (bateria).


Ouça Imperialismo: https://bfan.link/imperialismo


CD Imperialismo: mangercadavre.iluria.com


O lançamento, terceiro álbum de estúdio da banda, conta com uma faixa bônus do single ‘Tormenta’ em que os vocais guturais de Nata cedem lugar à voz limpa - e desesperada - de Suyanne Gabrielle, vocalista e baterista do duo Buzzard. Viver em um país que está sob ataque constante da ofensiva imperialista é lidar com um bombardeio vindo de todos os lados. Culturalmente subjugados, com mentes despedaçadas. Economicamente massacrados, com vidas parasitadas. Politicamente sabotados, com cada ação controlada, ‘Imperialismo’ trata dessas e de outras contradições do capitalismo e mais do que nunca reforça a verve dos temas sustentados pela banda em toda sua trajetória.


“‘Imperialismo’ aponta o inimigo que age ora pelas sombras, financiando grupos de extrema direita ou mesmo se infiltrando em coletivos de luta, com a finalidade de sabotagem, esvaziamento político e desmobilização, ora atua claramente com ações golpistas, exploratórias, que são registradas em suas atas de domínio público. Ao povo oprimido pelo “Demônio do Norte”, resta a mobilização ou a eterna servidão”, comenta a vocalista Nata sobre a temática que costura o disco.


Mantendo a tradição de trabalhos anteriores, Manger Cadavre? escolheu o Family Mob Studio, em São Paulo, para as gravações de ‘Imperialismo’ e também a equipe que esteve à frente do trabalho anterior, ‘Decomposição' (2021). A produção, captação e mixagem é de Otavio Rossato, a assistência de Luiz Sangiorgio e masterização de David Menezes. A capa é assinada pelo ilustrador paulistano Rafael Bueno.

Track list:

1 Imperialismo

2 Encarceramento e morte

3 Iconoclastas

4 Peregrinos

5 Enfermos

6 Tormenta

7 Tormenta feat Suyanne Gabrielle (Bonus Track)


Turnê Imperialismo pelo nordeste

Manger Cadavre? começa a divulgação de ‘Imperialismo’ com uma série de shows pelo nordeste com nove datas já confirmadas. Agendamento de novas datas podem ser feitos pelo e-mail da produtora Three Green Hearts (shows@3greenhearts.com.br). Confira:

  • 19/05 - Salvador/BA

  • 20/05 - Aracaju/SE

  • 21/05 - Maceió/AL

  • 23/05 - Paulista/PE

  • 24/05 - Joao Pessoa/PB

  • 25/05 - Surubim/PE

  • 26/05 - Caruaru/PE

  • 27/05 - Recife/PE

  • 28/05 - Natal/RN

Sobre Manger Cadavre?

A Manger Cadavre? (Comer Cadáver?) luta pelo fim da exploração. Com letras a partir do recorte de classe, faz um hardcore com influências do crust e de outras influências sonoras, extremamente politizado. A banda teve início em 2011 e na discografia conta com os singles, splits e álbuns ‘Existimos’, ‘Sua Justiça’, ‘Origem da Queda’, ‘Limbo’, ‘Senhores da Moral’, ‘Revide’, ‘AntiAutoAjuda’, ‘Inflamar’, ‘Apatia’, ‘Decomposição’ e ‘Imperialismo’. Manger Cadavre? já se apresentou em grandes festivais nacionais como Setembro Negro, Oxigênio Festival, Abril Pro Rock, entre outros e percorreu em turnê todas as regiões do Brasil por diversas vezes.


Manger Cadavre? é:

Nata Nachthexen (vocal)

Marcelo Kruszynski (bateria)

Paulo Alexandre (guitarra)

Bruno Henrique (baixo)


Siga Manger Cadavre?:


Fonte: Agencia 1 a 1

Comments


bottom of page