top of page
  • Foto do escritorMaria Correia

Pela primeira vez no Brasil, os americanos do Prong entregam um show de peso em São Paulo


Texto e Fotos:

Belmilson Santos - @bel.santosfotografia


Realização:

Vênus Concerts - @venusconcerts


Assessoria:

Tedesco Comunicação & Mídia - @tedesco.com.midia


O trio americano Prong demorou, mas finalmente desembarcou no Brasil no último feriado do dia 12 de Outubro para uma apresentação pesada e perfeita no Fabrique em São Paulo.


O Válvera que está acompanhando o Prong durante toda a tour sulamericana, abriu os trabalhos com uma casa ainda vazia, mas o que não atrapalhou a banda, que mandou ver no seu metal moderno executando músicas como "The Dawn Colony", "Bringer of Evil" e a quase pop, como a própria banda anunciou "The Traveller".

"Demons of War" fechou o set e que essa experiência internacional traga bons frutos ao Válvera.


Válvera apresentou um show empolgante como a banda sempre faz com muita categoria e maestria.


Após um curto intervalo, onde os roadies trabalharam rapidamente, o Prong surge no palco com uma dobradinha do álbum Cleasing com "Test" e "Whose Fist Is This Anyway?".

Após essa dobradinha já ficou claro o que a noite prometia: muito peso, principalmente vindo da guitarra do líder Tommy Victor e uma platéia entregue e ávida pelos clássicos da banda.

Um dos maiores clássicos do Metal Alternativo surge no início do set com "Beg To Differ".

Aí não teve volta e o peso comeu solto com "Unconditional", "Rude Awakening", "Revenge Best Served Cold" e outras.


"Snap Your Fingers Snap Your Neck" fez muito sucesso nos anos 90 e provou isso com a platéia cantando à plenos pulmões, da mesma forma que em "Prove You Wrong".

Podem chamar de Metal Alternativo, Groove Metal, Metal Industrial ou outro rótulo. Junto com Ministry, Helmet e poucos outros, o Prong deixou uma marca e um estilo bem definido no Metal Mundial.


Agradecimentos à produção do evento e assessoria pela oportunidade concedida!

Comments


bottom of page