top of page
  • Foto do escritorMaria Correia

SADUS anuncia novo álbum de estúdio 'The Shadow Inside' e lançam faixa/lyric video "Ride The Knife"


As lendas do thrash metal do East Bay, SADUS, farão seu aguardado retorno no final de 2023 com o lançamento do seu primeiro álbum em 16 anos, 'The Shadow Inside', no dia 17 de novembro pela Nuclear Blast Records. Reunidos em 2017, a banda passou os últimos anos escrevendo o álbum em seu próprio ritmo, sem se preocupar com tendências e influências externas, e recentemente terminaram de gravar seu novo álbum com Juan Urteaga (EXODUS, TESTAMENT, MACHINE HEAD) no Trident Studios.


Apresentando uma arte sinistra feita pelo renomado artista Travis Smith (FLESHGOD APOCALYPSE, OPETH), 'The Shadow Inside' é um clássico do thrash contemporâneo com riffs gordos e carregados de groove em um ritmo frenético e cheio de solos em fogo. É o álbum que os fãs esperavam desesperadamente e um dos álbuns de metal mais importantes do ano.


Comentando sobre o iminente lançamento do álbum, o vocalista/guitarrista e fundador Darren Travis disse:


"Estou muito empolgado para que este álbum seja lançado no mundo. Com a ajuda de toda a equipe da Nuclear Blast, lançaremos algo muito antecipado por muitos com 'The Shadow Inside'!!


OBRIGADO pelo seu interesse em nossa pequena banda todos esses anos. Espero que você sinta a mesma empolgação que NÓS SENTIMOS!! O amor pelo METAL é a única razão para o SADUS!! Obrigado a TODOS pelo apoio inabalável!!!! Maldito SADUS!!"


O SADUS lançou o primeiro single, "It's The Sickness", no final do ano passado e agora a banda divulga a próxima faixa do álbum, "Ride The Knife", que está disponível em todas as plataformas de streaming e é acompanhada por um lyric video. Confira através do link abaixo:


Ouça "Ride The Knife": https://bfan.link/rtnsadus


Pré-venda da versão importada para 'The Shadow Inside': https://bfan.link/tsisadus

The Shadow Inside Track List:

1. First Blood

2. Scorched And Burnt

3. It’s The Sickness

4. Ride The Knife

5. Anarchy

6. The Devil In Me

7. Pain

8. No Peace

9. New Beginnings

10. The Shadow Inside

Sobre o SADUS: Passaram-se dezesseis longos anos desde que o monstruoso som do SADUS lançou um novo álbum no mundo, mas finalmente chegou a hora. Em novembro deste ano, a Nuclear Blast Records orgulhosamente apresenta o retorno triunfante do invencível SADUS com seu sexto álbum de estúdio, intitulado 'The Shadow Inside'. Adornada com a cativante arte de Travis Smith, a capa do álbum retrata um demônio devorador de cosmos que envolve ferozmente uma alma atormentada por demônios, encapsulando perfeitamente a visão e a dualidade que as músicas deste álbum entregam. O fundador e baterista Jon Allen compartilha sua empolgação por trabalhar com Travis novamente, relembrando sua colaboração em 'Elements of Anger'. Ele destaca que várias faixas do novo álbum, como "The Devil In Me" e "The Shadow Inside", giram em torno da ideia de uma entidade interna que nos empurra constantemente. Às vezes, alguém pode se encontrar à beira da razão, atribuindo suas ações à sombra interior, uma força externa pela qual culpam suas escolhas. Embora não seja um álbum conceitual propriamente dito, cada música lida com decisões de vida e a importância de assumir a responsabilidade por suas ações para desbloquear o melhor que a vida tem a oferecer. A faixa "The Shadow Inside" ostenta um tom mais pesado e lento, com um toque de grind clássico e angustiante, criando um clímax adequado para o álbum. Uma escuridão formidável percorre faixas como "Anarchy". Evidentemente influenciada pelos tumultuosos tempos pós-Covid de histeria em massa, saques e perda geral de controle, a melodia reflete esse ambiente caótico. Allen descreve a faixa como "mais direta e impactante, atingindo os ouvintes diretamente no estômago". Apesar da intensidade, o SADUS consegue manter sua mistura característica de death/thrash, mantendo-se fiel às suas raízes old-school. A agressão permanece palpável, permitindo que sua música fale por si com poder bruto e sem desculpas. "Scorched and Burnt" segue a mesma linha, com sua batida constante e vocais caóticos se entrelaçando perfeitamente com o trabalho de guitarra ardente. A faixa gradualmente faz a transição para uma melodia apaixonada, provocando uma explosão ardente à medida que a música se aproxima do fim. Embora inspirada pelos incêndios florestais literais que assolaram a Califórnia durante sua criação, "Scorched and Burnt" mergulha mais fundo na ideia de que as pessoas frequentemente sentem que alguém ou algo está constantemente contra elas. No entanto, no final das contas, a música instiga a unidade, reconhecendo que cada ação, mesmo no caos, repercute na vida dos outros. O processo de criação de 'The Shadow Inside' foi tranquilo e sem obstáculos desnecessários. O SADUS permitiu que sua criatividade fluísse naturalmente, coletando riffs e escrevendo juntos pessoalmente. A banda levou seu tempo, nutrindo e desenvolvendo suas ideias musicais até que se transformassem nas poderosas faixas que ouvimos hoje. Allen enfatiza que sua abordagem livre de drama e orientada para a família na criação de música é uma das razões pelas quais seu som fala tão poderosamente para seus fãs. A colaboração com Juan Urteaga, do Trident Studios, adicionou outra camada de refinamento ao álbum, já que sua expertise em death metal desempenhou um papel vital na formação de seu som em sua totalidade.

Dito tudo isso, o SADUS não é uma banda que simplesmente se destaca da multidão pelo simples fato de ser diferente. Eles se mantêm firmes, sem serem influenciados pela histeria em massa e pelas influências da mídia, optando por tomar suas próprias decisões e incentivar os outros a fazerem o mesmo. Em um mundo cheio de desinformação e bandeiras falsas, eles enfatizam a importância de ser inteligente, usar o bom senso, pensar por si mesmo e permanecer consciente do ambiente ao nosso redor. À medida que novembro se aproxima, a expectativa pelo álbum 'The Shadow Inside' certamente crescerá. Com sua visão intransigente, o SADUS continua sendo uma fonte de autenticidade e integridade dentro da comunidade do heavy metal, forjando eternamente seu caminho na paisagem musical em constante evolução.


Fonte: Nuclear Blast

Comentários


bottom of page