top of page
  • Foto do escritorMaria Correia

Show de celebração do novo álbum do Hibria em SP traz um cast diversificado e de altíssima qualidade


Texto: Filipe Moriarty - @filipemoriarty

Fotos: Anderson Hildebrando - @andersonh_fotografia

Press: Acesso Music - @acessomusic


Marcado para 2022 e posteriormente adiado para o ano presente (2023), o lançamento e o show de comemoração do novo disco do HIBRIA, Me7amorphosis, foi realizado no último sábado (01) no Fabrique Club, em São Paulo (SP), junto com as bandas Operador e Alluria.


O Alluria é uma das mais novas bandas do cenário do Metal Paulista, formada por Rick Monteiro (vocais), Fernando Kao (guitarra), Eden Vassoler (baixo) e Vinny Silva (bateria). O grupo composto por jovens subiu ao palco do Fabrique em São Paulo em tarde de estreia de seu primeiro álbum, Invisible War (2021).

Entre as canções tocadas, tivemos "Purifying Flames", "A Sign of Darkness", "Find My Force", "Circle of Life" e "A Call of Conscience", que serviram de esquenta e de abertura para o que seria um festival repleto de Metal Jovial e muita energia. Apesar de um setlist curto, a banda, ganhou um mosh animado e enérgico dos presentes Mesmo sendo um menor número, contando com o carismático Rick Monteiro, que conduziu de forma enérgica e extremamente profissional a apresentação, chamando o público para ação e agitando a todo momento, assim mostrando a que veio para o cenário de maneira muito surpreendente.


Após o setlist curto que cobriu somente oito faixas e fez metade de seu debut, a banda deixou o palco para dar lugar a segunda banda da noite.


Alluria - Setlist:

PURIFYING FLAMES

A SIGN OF DARKNESS

FIND MY FORCE

BLACK SUN

BURNING LIGHT

CIRCLE OF LIFE

A CALL OF CONSCIENCE

CHASING REDEMPTION


A banda Operador formada por Marcelo Zady (vocal), Robert Machado e Daniel Miojoo (guitarras), Emerson Oliveira (baixo) e Mayron Duarte (bateria) foi a segunda a adentrar aos palcos e. havia um pequeno grupo que logo ovacionava e chamava a banda a plenos pulmões.


O grupo carrega um som tradicional de power metal mas com uma letra irreverente e muito original. Seu primeiro álbum da carreira, chamado "Conexão Call Center" é quase todo tematizado na vida de um operador de Call Center.

Abrindo os trabalhos com "Falsos Clientes", e em seguida por "Compre Esse Seguro", a banda já atraiu os fãs do Metal "Comédia" ao estilo Massacration de se portar. Os ex funcionários de tele - atendimento levantaram o astral do público presente e com letras bem humoradas conseguiram prender a atenção de todos durante a apresentação e arrancando comentários vindos do vocalista Marcelo que, como ex-atendente agradeceu a presença de sua ex-supervisora em sua apresentação - 'momento que trouxe risadas do público'.


Além das faixas anteriores, tocaram também "Legião de Operadores", "Forças Preditivas" e todo seu debut. Os jovens são excepcionais, entretanto não parece ter sido uma escolha apropriada para o festival. Eu vejo um futuro para esses caras na comédia, ao lado de bandas com a mesma proposta e com certeza um trabalho de cenografia e imersão maiores e merecem um destaque maior. Sem sombra de duvidas esses caras sabem fazer som e serem irreverentes.


Operador Setlist:

FALSOS CLIENTES

COMPRE ESSE SEGURO

LEGIÃO DE OPERADORES

FORÇAS PREDITIVAS

GUERREIROS DA CENTRAL

PERDI O FRETADO

A FORÇA DA MINHA LIBERDADE

SUPERVISÃO

MAIS DE 100 CHAMADAS


Finalmente por volta das 19h20, o HIBRIA subiu ao palco para apresentação, com um setlist priorizando o novo trabalho Me7amorphosis, que foi lançado em 23 de fevereiro de 2022 e outros de seus sucessos e com o único remanescente e fundador, Abel Camargo que recrutou um time de excelência para essa nova formação.


Com a saída de Iuri Sanson, e a vitória de Victor Emeka no concurso "cante no Hibria" foi então que Abel chamou, para completar o time atual, o guitarrista Velles, Thiago Baumgartem (baixo) e Otávio Quiroga (bateria).


O setlist começou com a brutal "Shoot Me Down e logo de cara percebemos que essa revitalização foi totalmente acertada trazendo grandes clássicos da história do Hibria e também o trabalho dessa nova geração. O Hibria de braços abertos e numa sinergia impressionante encantou a todos como "Silent Revenge", "War Cry", "Steel Lord on Wheels"

Pouco antes de executarem a "Blinded By Faith" o vocalista Emeka chamou ao palco o jovem vocalista do Alluria - “Vocês não tem noção o quanto emocionante é estar aqui com vocês”, relata e para esse momento especial, eles convidaram o vocalista Rick Monteiro...".Então, sob os gritos de “HIBRIA! HIBRIA!”, a banda emendou com "War Cry" - faixa do novo álbum e que abre o excelente Me7amorphosis obtendo uma ótima recepção dos presentes.


Outra canção que não ficou de fora foi a clássica "Steel Lord On Wheels", que teve a participação de Leandro Caçoilo, vocalista do Viper e Caravellus e compartilhando trechos de forma duo, os vocalistas mostraram o que todos ali já sabiam, sua maestria, mandando agudos e segurando notas de forma magistral. Mostraram que não brincam em serviço.


Prosseguiu-se então com a faixa "Millennium Quest", também do novo álbum, e Leading Lady, que veio na sequência. Abel tirou um tempo do show entre a canção para discursar e também apresentar a banda - “Eu gostaria de agradecer a cada um que tem contribuído com o crescimento do Hibria..", declarou o guitarrista Abel Camargo, que além de apresentar a nova formação, em um discurso longo, Abel também reconheceu fãs da plateia e citou a responsabilidade de dar continuidade ao Hibria mesmo depois de tantos fatos passados, Além de falar dos anos de estrada e da influência que o Viper e Iron Maiden tiveram no HIBRIA, todos voltaram com Leading Lady, do EP, XX (2016), que com uma pegada mais hard, virtuose a canção mostrou versatilidade e habilidade de todos ali sem perder a musicalidade.

"Shine", do novo álbum foi a penúltima canção anunciada de forma irônica como “uma das mais tranquilas” do disco e conseguiu levantar a galera mesmo assim. Ao final o bis ficou para a canção que fez o Hibria explodir nacionalmente, "Tiger Punch", encerrou a tarde/noite de forma magica e enérgica, deixando a todos extasiados e cantando junto com Emeka.


A qualidade das bandas aqui é inquestionável, desde bandas veteranas até bandas com 3 ou 4 anos de estrada mostraram seu poder e todo seu empenho para garantir um festival de altíssima qualidade sonora e um cast diversificado que atraiu muitos jovens e puderam mostrar que o metal está sim se revitalizando.

Hibria Setlist:

SHOOT ME DOWN

SILENT REVENGE

BLINDED BY FAITH (C/ RICK MONTEIRO)

WAR CRY

STEEL LORD ON WHEELS (C/ LEANDRO CAÇOILO)

MILLENNIUN QUEST

LEADING LADY

SHINE

TIGER PUNCH


コメント


bottom of page