• Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Google+ Icon
  • Grey YouTube Icon

          Site criado por Ygor Nogueira, da Noguer Art Design, para Metal No Papel. 2017 Todos os direitos reservados.

Metal no Papel é um novo projeto desenvolvido recentemente com o único intuito de propagar o Metal e suas vertentes sem degradação e, sim, de alguma forma trazer o devido apoio às bandas brasileiras, contemplando as notícias e informações pertinentes ao público devido.

 
Seus colaboradores e idealizadores estão sempre presentes, na ativa, para proporcionar aos leitores, bandas e também àqueles que, mesmo em meio as adversidades, trilham um caminho árduo em produções de eventos, enriquecendo nossa cultura, para que o METAL não perca sua essência.

 

Bem vindos ao Metal no Papel!

FALANGE – Falange EP 2017

February 28, 2018

Independente

Nacional

 

De uma forma inusitada, o encontro de alguns amigos em um período muito particular entre eles, acabou resultando logo uma reunião entre eles, e logo surge a ideia de se juntaram e formarem a banda. Falange nascia então na região do grande ABC, já com intuito de fazer um Metal voltado à velha escola. E durante este período os “Thrashers”, caminham pelos Pubs, doutrinando o seu som vigoroso para os adeptos do Metal pesado. Depois de alguns percalços surgidos na trajetória da banda, os caras encontram uma certa estabilização na parte das baquetas.

E logo Falange entra em estúdio para gravar o seu EP intitulado de “Falange”, tendo como responsável o próprio batera atual da banda, Diego Henrique Rocha fazendo as captações, mixagem e masterização do EP, tudo desenvolvido na Bay Área Estúdios, sobre a supervisão do mesmo. Já a arte da capa do disco ficou a cargo de Rafael Romanelli (Zumbi do Espaço/ Leather Faces), representando o bando de loucos do ABC, (no bom sentido, claro).

O talento, versatilidade e criatividade de cada músico do Falange cria uma característica singular na rítmica de seu som, e a química entre esses músicos não poderia estar melhor, pois esse resultado alcançado pela banda rendeu em um bom EP, pois a energia que sempre acompanhei nos palcos, a banda soube trazer muito bem para dentro de registro em mídia. E já na primeira audição das seis faixas, fica perceptível essa desenvoltura e na abertura do EP a faixa “Destruction Of Sky” logo de cara mostra a característica do grupo aliado ao vigoroso Thrash Metal que remete muito a velha escola, vocais rasgados muito bem encaixados nas harmonias que trabalham entre o cadenciado e a rispidez, ficando evidente as raízes do Speed Metal.

Seguindo temos a “Madness” tem uma atmosfera bem Thrash Metal, tendo uma pegada bem acida, riffs bem colocados porem a composição está muito bem casada nos grooves bem sacados dando um ótimo destaque a faixa, a bateria e baixo se destacam pela rítmica empregada, dando muito peso a musica. A terceira faixa fica a cargo da surradeira “Fight” tende a ser mais rápida do EP, mas o conjunto lírico da composição é excelente, pois os riffs ultra – rápidos aliados a cozinha bem trabalhada em toda sua extensão de forma precisa impondo um peso preciso, fora a pitada certa que os vocais de Luciano Piagentini da na canção.

 

“Humano Debilmental” é quarta faixa do EP, e uma das bem chamativas do pacote, a mesma traz uma interpretação em português, onde demonstra o quando o Luciano Peagentini é mutável, onde o mesmo aplica sua técnica vocal à fazendo soar muito como um Crossover, fora o conjunto lírico dos instrumentos que surram os seu tímpanos constantemente. Em seguida temos a canção “Fuck Your Paly” traz um conjunto bem elaborado em sua condução, além de soar extremamente ríspida e agressiva ela tem um toque bem bacana em todo conjunto lírico, solos são curtos e bem feitos, tudo em perfeita harmonia em sua extensão.

E para fechamos os serviços do EP temos a “Foqueira”, a mesma trás uma síntese do Crossover mencionado nos parágrafos anteriores. O que traz uma pegada bem interessante, pois tudo está bem nivelados entre os acordes rasgados e harmonias bem encaixadas a rítmica dando muito peso a canção. E ainda temos a excelente versão tributo de “Flecha Certeira” da banda Lobotomia, também da região do grande ABC.

 

Já algum tempo devia está resenha, e gostaria de parabenizar o grupo pelo registro, pois aqui você acaba notando que banda teve a preocupação de trazer um material, bem gravado e mixado, alem do EP soar extremamente pesado, ele traz uma certa maciez vibrante em seu ouvido! Sucesso Falange.

 

Tracklist:

1. Destruction Of Sky

2. Madness

3. Fight

4. Humano Debilmental

5. Fuck your Play

6. Fogueira

7. Flecha Certeira, Bônus (cover – Lobotomia)

 

Falange:

Luciano Peagentini – vocal

Ivan Mioto – guitarra

Marcelo Coletti – baixo

Diego Henrique Rocha - bateria

Contatos:

Facebook

BandCamp

Email

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Entrevistas Recentes

November 10, 2018

Please reload

Resenhas Recentes
Please reload