• Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Google+ Icon
  • Grey YouTube Icon

          Site criado por Ygor Nogueira, da Noguer Art Design, para Metal No Papel. 2017 Todos os direitos reservados.

Metal no Papel é um novo projeto desenvolvido recentemente com o único intuito de propagar o Metal e suas vertentes sem degradação e, sim, de alguma forma trazer o devido apoio às bandas brasileiras, contemplando as notícias e informações pertinentes ao público devido.

 
Seus colaboradores e idealizadores estão sempre presentes, na ativa, para proporcionar aos leitores, bandas e também àqueles que, mesmo em meio as adversidades, trilham um caminho árduo em produções de eventos, enriquecendo nossa cultura, para que o METAL não perca sua essência.

 

Bem vindos ao Metal no Papel!

AMORFO – Álbum “Prazo Vencido” apresenta fortes influências do Crust Punk

July 17, 2018

Independente

Selo: 1100 Disco

Lançamento 2018

 

O nome Crust Punk está bem associado ao nome anarco, crustcore, mas a principal característica presente na sonorização do estilo é trazer certas pitadas alegres, mas ao mesmo tempo um lado sombrio, com letras baseadas no péssimo que perdura sobre os males e mazelas que encontramos neste universo, como: questões sociais, guerras, fascismo e opressão, entre outros.

O estilo sempre se manteve de uma forma profundamente Underground na música. Embora os fãs do gênero se encontram espalhados pelo mundo, o Brasil é representado por algumas bandas independentes, incluindo a lendária banda Excomungados.

 

E um dos nomes que entra como forte representante desse gênero, é a banda AMORFO, criada na região do ABC Paulista em Diadema há três anos atrás, e, durante este período a banda chega ao seu segundo registro de estúdio, que se encontra muito bem elaborado, onde os mesmos souberam encaixar perfeitamente o gênero Thrash Metal ao gênero Crust, resultando em som forte e agressivo.

Já a sonorização feita pelo Amorfo, é prato cheio para quem é adepto da música crua e pesada, carregada de mensagens diretas, onde seus riffs mais ácidos se exalam aos acordes bem colocados na elaboração das canções.

 

O álbum “Prazo Vencido”, além de trazer 12 porradeiras cantada em nossa língua, a mesma apresenta uma boa assimilação ao entendimento da mensagem presente na canção. Já o disco foi gravado no Studio 110, mixado e masterizado por  Vinícius Souza, resultando em álbum cru e pesado, onde podemos sentir aquela leve botinada no pé da orelha. Já a capa da obra, teve a assinatura de Danilo Galdino (Dan Galdino Artwork & Merch Desing), onde um corpo padecido é representado na capa do disco.

Como já a própria arte do pacote demonstra, as doze faixas são uma verdadeira paulada na moleira, e o disco em sua abertura já mostra seus ares. A faixa “Desgraça” é um verdadeiro crossover, a porrada aqui é curta e direta, sem firula. “Xurumi”,tem uma pegada mais Punk Rock, riffs fraseados que conversa muito bem com o trabalho da rítmica. Já a terceira faixa é “Relatos de um Suicídio”, a mesma tem uma levada gostosa que se mescla entre os acordes mais Hardcore ao Thrash, tendo uma boa pegada.

 

“Simulacro” já tende para um lado mais Punk, riffs sujos e fraseados são uma grande explosão, fora o conjunto entre baixo e bateria que se destacam. Outra que chega como destaque é “Diante do Espelho”, ótimo trabalho rítmico na canção, um belo Crossover. Agora a levada pesada fica a cargo de “Adormecido”. Em seguida temos uma introdução (que representa nossa fase atual) onde a mesma abre os serviços de “Grandes Empresas Falsos Negócios”. Outra que segue a mesma linha da “botinada” é a faixa “Negligência”, ótima canção, destaque pelo conjunto lírico na rítmica.

 

Já na faixa “Carniceiro”, o baixo dita o seu peso na abertura, até a chegada dos riffs ensurdecedores, de forma curta e pesada deixa sua mensagem. Já em “Cordeiro do Inferno” o lado sombrio e soturno fica a cargo do baixo, que logo ganha as bases dos acordes ácidos das cordas (outra que se destaca no álbum), um genuíno Crossover matador. Em “Ações Irreversíveis”, o quarteto demonstra um ótimo trabalho rítmico tendo uma boa elaboração lírica.

E para fecharmos o disco, temos uma canção mais voltada a linha Punk Rock, falo de “Arriesgarse al Fracaso”, a mesma fecha de uma forma, deixando com um gostinho de queremos mais.

 

Enfim, o álbum “Prazo Vencido” chega em 2018, fazendo muito barulho, e com certeza a banda Armofo, deve estar presente na prateleira de qualquer “Metalheads” apreciador da música pesada.

 

Tracklist:

1. Desgraça

2. Xurumi

3. Relatos de um Suicídio

4. Simulacro

5. Diante do Espelho

6. Adormecido

7. Grandes Empresas  Falsos Negócios

8. Negligência

9. Carniceiros

10. Cordeiro do Inferno

11. Ações Irreversíveis

12. Arriesgarse al Fracaso

 

Amorfo é formado por:

Alef Nazaré - vocal

Thiago Araújo - guitarra

Henrique Lopes - baixo

Álvaro Diaz - bateria

Acompanhe o Amorfo em :

https://www.facebook.com/amorfo.banda

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Entrevistas Recentes

November 10, 2018

Please reload

Resenhas Recentes
Please reload