• Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Google+ Icon
  • Grey YouTube Icon

          Site criado por Ygor Nogueira, da Noguer Art Design, para Metal No Papel. 2017 Todos os direitos reservados.

Metal no Papel é um novo projeto desenvolvido recentemente com o único intuito de propagar o Metal e suas vertentes sem degradação e, sim, de alguma forma trazer o devido apoio às bandas brasileiras, contemplando as notícias e informações pertinentes ao público devido.

 
Seus colaboradores e idealizadores estão sempre presentes, na ativa, para proporcionar aos leitores, bandas e também àqueles que, mesmo em meio as adversidades, trilham um caminho árduo em produções de eventos, enriquecendo nossa cultura, para que o METAL não perca sua essência.

 

Bem vindos ao Metal no Papel!

DECOMPOSED GOD – Storm Of Blasphemies 2018

October 9, 2018

Gênero: Death Metal

Nacional

Selos: Burn Records/ Your Poison Records

Lançamento: 2018

 

A banda Decomposed God já é um grande e tradicional nome do Death Metal Pernambucano. Com vinte e sete anos de estrada, a banda brinda o cenário Metal e movimento Underground Nordestino com suas composições, que procura por um posicionamento crítico sobre aspectos não comuns ao gênero.  Com letras que atacam superstições, que aprisionam e impedem a evolução do ser humano, questões psicológicas, a natureza humana entre outros temas musicais, sempre seguindo caminhos diversos, sem se estabelecer em poucos pilares.

 

Uma das frases que representa bem o conceito da banda Decomposed God, é: "Aquele que botar as mãos sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo." Essa frase é de Pierre-Joseph Proudhon.

 

Como já não é novidade para ninguém, sabemos que o Metal Nordestino vem sendo uma potencia em relação à música extrema. E uma das provas está presente no seu novo trabalho, que após dez anos do “Bestiality”, a banda Decomposed God chega com seu recém projeto chamado de “Storm Of Blasphemies”. Este disco trás uma nova formação e pelo visto muito bem ajustado, no que resultou em um ótimo Full, pois o quarteto trouxe para dentro de seus “Petardos” todo o poderio metálico, transformando o disco extremamente bestial, ainda mais tendo a participações de Alex Camargo (Krisiun), Diego DoUrden (Mystifier e Infested Blood) e do renomado artista Alcides Burn.

 

Além do disco trazer dez faixas, o mesmo trás uma amadurecimento musical bem grande, suas composições estão bem niveladas, e, se encontra com uma boa timbragem deixando o álbum bem orgânico. Produzido pela própria banda Decomposed God, masterizado e mixado por Marco Melo e M. Antonio Duarte, nos estúdios: Noise Lab Moblie Studios e Carranca Studio. Já algumas gravações ocorridas no Grava Studio e Dark Side Studio. Já essas parcerias resultou em full bem dinâminco. Já para a arte de “Storm Of Blasphemies”, ficou a cargo do designer Wanderley Perna, que criou e estampou na arte a filosofia da banda e do álbum.

Já os fãs e apreciadores do gênero Death Metal não tem o que se preocupar, pois além da banda trazer um material de qualidade o Decomposed God apresenta sua própria identidade musical, tendo uma sonorização brutal e densa de tirar o folego. E, o full-álbum abre espancando os tímpanos do ouvinte com a faixa “Delusion”, onde a mesma já apresenta ótimas linhas de Blast Beast e “punch´s” bem variados, mostrando o poderio da banda Pernambucana.

 

Já a seguir e sem perder aquela linha brutal, o disco já emenda outro “petardo”, brutal falo de “Hypocrite Liar”, que é outra surra aos nossos ouvidos. A mesma apresenta ótimas passagens de riffs ríspidos, tudo isso unido a uma cozinha densa e brutal que dita o peso massivo de toda sua extensão.  Já em “Memorial Rests”, temos uma linha mais groovada no inicio, mas logo a devastação surge em acordes afiados e Blast Beast furiosos, além da composição apresentar um bom trabalho do baixo, em sua extensão.

 

Agora a paulada fica por conta da faixa que representa o nome do DG, “Decomposed God”, e, te dá aquela leve sensação de uma “botinada” no pé da orelha, mas ao mesmo tempo ela trás uma boa harmonia, tendo bom encaixes de solos, enriquecendo muito a dinâmica da composição. Já em seguida, temos outro espanco que vem a cargo de “Pestholy”, já que a mesma cospe “chumbo” grosso através de seus bumbos e riffs ríspidos (está entre umas das faixas que podemos destacá-la).

 

E, seguindo a mesma linha densa e brutal, temos a sexta faixa “Impregnated God Of Lies”. Além de mesma soar bruta e densa, apresenta ótimas linhas harmoniosas dando um corpo bem bacana a composição. Já em “No Gods!”, a diversão é garantida para quem gosta de uma harmonização bem pesada e rápida, pois a banda extrai todo o seu potencial.

 

Outra que segue a linha de sua antecessora é a faixa Ecce Homo”, que apresenta uma boa variação rítmica, que vão do groove à técnica mais ríspidas, a faixa trás a participações dos músicos Diego DoUrden (Mystifier/ Infested Blood) e do Alex Camargo (Krisiun), essas participações deixou a faixa extremamente bestial. Aliás, não se engane, a porrada no álbum ainda come solta através da faixas “Kill The Bastard” e “Dawn Of Celestial Shadows”, e além dessa ultima faixa fechar os serviços do disco de forma bem pesada ,ela trás a participação do artista e designer Alcides Burn aos vocais, dando o suporte e peso ao lado Luiz “Tatto” Boeckmann.

 

Sem sombra de dúvidas, os Pernambucanos do Decomposed God revelou um ótimo trabalho, onde qualquer Metalheads e fã de música extrema deve ter em sua coleção. Pois o full-álbum “Storm Of Blasphemies” demonstra todo o poderio do Metal nordestino. Aliás, isso foi demonstrado recentemente aqui em Sampa, onde a banda deixou seu recado no palco do Setembro Negro Festival – 2018. 

 

Tracklist:

1. Delusion

2. Hypocrite Liar

3. Memorial Rests

4. Decomposed God

5. Pestholy

6. Impregnated God Of Lies

7. No Gods!

8. Ecce Homo – (Diego DoUrden e Alex Camargo) participações especiais

9. Kill The Bastard

10. Dawn Of Celestial Shadows – (Alcides Burn) participação especial

 

Decomposed God, é formado por:

Luiz Boeckmann “Tatto” – vocal

Marco Antonio Duarte – guitarra

Jean Marcel – baixo

Wagner Campos – bateria

 

Acompanhe o vídeoclipe de Delusion:

Trecho do Setembro Negro festival, onde a banda Decomposed God, se apresentou:

Acompanhe o Decomposed God, em:

https://www.facebook.com/decomposedgodofficial/

https://www.youtube.com/channel/UCLRZbJHdIlMauw4eakYgzuw

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Entrevistas Recentes

November 10, 2018

Please reload

Resenhas Recentes
Please reload