• Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Google+ Icon
  • Grey YouTube Icon

          Site criado por Ygor Nogueira, da Noguer Art Design, para Metal No Papel. 2017 Todos os direitos reservados.

Metal no Papel é um novo projeto desenvolvido recentemente com o único intuito de propagar o Metal e suas vertentes sem degradação e, sim, de alguma forma trazer o devido apoio às bandas brasileiras, contemplando as notícias e informações pertinentes ao público devido.

 
Seus colaboradores e idealizadores estão sempre presentes, na ativa, para proporcionar aos leitores, bandas e também àqueles que, mesmo em meio as adversidades, trilham um caminho árduo em produções de eventos, enriquecendo nossa cultura, para que o METAL não perca sua essência.

 

Bem vindos ao Metal no Papel!

Ruínas de Sade prepara álbum com conceitos antropológicos

May 3, 2019

By Tedesco Comunicação & Mídia

Banda de Brusque/SC redireciona sonoridade para doom com nuances de blues, influenciado por Sleep e Belezebong

Está programado para o segundo semestre de 2019 o lançamento do primeiro full length do Ruínas de Sade. O disco, que marca a estreia da banda de stoner doom no selo da Obscur., terá seis faixas e mostrará uma nova fase do quarteto de Brusque (Santa Catarina), que apesar da influência atemporal de Sleep, agora experimenta riffs pesados com melodias do blues e dá espaço até mesmo para momentos de post metal.

 

Quatro faixas já estão prontas, confirma o baixista Paulo Machado. São músicas longas – uma atinge os 23 minutos de duração. O novo disco ainda terá mais duas faixas, uma rápida, de curta duração e com influência de noise, revela Machado. Hugo Grubert (vocais), Vitor “Bob” Zen (guitarra) e Cleiton (bateria) completam a banda.

 

Além da sonoridade atualizada, com novas referências, o disco de estreia trará uma complexa e viajante temática às letras, com conceitos antropológicos, filosóficos e históricos.

 

O Ruínas de Sade estreou em 2016 com o EP homônimo de três faixas, calcadas no stoner doom arrastado e psicodélico. O registro produzido no extinto Superfuzz (antigo estúdio de Gabriel Zander, no Rio de Janeiro, que hoje comanda o requisitado Costella, em São Paulo) saiu nas plataformas digitais, em CD e K7, recebeu diversas críticas positivas da imprensa nacional e internacional. Em 2017, a banda foi convidada pela Abraxas para excursionar junto aos poloneses do Belzebong entre São Paulo e Rio de Janeiro.

 

Mais lançamentos - A Obscur., um dos braços da Abraxas, iniciou a distribuição de materiais das bandas Dolphins on Drugs, groove metal instrumental de São Paulo, e da Timekiller, crust punk/noise com integrantes do Brasil, África do Sul, Estados Unidos e Vietnã. Os produtos podem ser adquiridos exclusivamente pela loja virtual da Abraxas: http://www.abraxas.shop.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Entrevistas Recentes

November 10, 2018

Please reload

Resenhas Recentes
Please reload