• Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Google+ Icon
  • Grey YouTube Icon

          Site criado por Ygor Nogueira, da Noguer Art Design, para Metal No Papel. 2017 Todos os direitos reservados.

Metal no Papel é um novo projeto desenvolvido recentemente com o único intuito de propagar o Metal e suas vertentes sem degradação e, sim, de alguma forma trazer o devido apoio às bandas brasileiras, contemplando as notícias e informações pertinentes ao público devido.

 
Seus colaboradores e idealizadores estão sempre presentes, na ativa, para proporcionar aos leitores, bandas e também àqueles que, mesmo em meio as adversidades, trilham um caminho árduo em produções de eventos, enriquecendo nossa cultura, para que o METAL não perca sua essência.

 

Bem vindos ao Metal no Papel!

Novo clipe "Aquele Beijo" da Eletroacordes banda tem lançamento na CCMQ

May 24, 2019

By Eletroacordes Banda

Demorou, mas saiu! Depois de alguns percalços na produção do clipe "Aquele Beijo", da Eletroacordes, o lançamento do vídeo será lançado durante show da banda no dia 05 de junho, às 20h na Sala Carlos Carvalho da Casa de Cultura Mario Quintana (CCMQ). Envolto em uma atmosfera densa e sensual, a gravação do vídeo no período de seis meses, com tempo de duração de 5'19'', buscou locações em externas no litoral norte gaúcho, região metropolitana e em Porto Alegre, além de registros de shows e gravações em estúdio. O evento de lançamento tem participação especial do músico Demetrius. Ingressos a partir de contribuição espontânea.   

 

A canção faz parte do próximo EP do quarteto gaúcho, com título provisório intitulado "O Que me Resta!?!" a ser lançado no segundo semestre com outras quatro canções. Estética sensual, sonoridade incomum e ousadia em imagens registradas no mais puro psicodelismo, o roteiro que preenche o  clipe roteirizado de “Aquele Beijo” foi produzido de forma independente, exigindo além de várias externas, takes em mini-estúdios, utilizando recursos em 360 graus, saturação de cores e emprego de matizes e filtros em cor e P&B. Personagens, além da própria banda, fazem parte da narrativa.

 

No total, foram armazenados 130 GB de imagens e áudio com estimativa de 18 horas de duração de cenas captadas. O projeto sofreu duros golpes até ser concluído, uma vez que a formação original da banda foi interrompida por duas vezes desde 2018 e as gravações foram engavetadas diante da falta de continuidade. Com aporte de um novo integrante, novo revés na Eletros com o abandono deste mesmo músico em pleno processo de gravação. Para completar, a trilha, originalmente gravada, também foi prejudicada diante de ocorrência de furto de material audiovisual. Mas a Eletroacordes não se rendeu e concluiu as gravações em maio. 

 

Além da sonoridade mais arrojada, tanto o clipe como o novo EP foram compostos pela nova formação do grupo, com Rodrigo Vizzotto (voz, guitarra, harmônica, teclado e banjo), Marcelo Bacci (baixista), Luis Tissot (guitarra) e Mateus Melo (bateria). A direção do vídeo fica por conta do jovem diretor Lucas Noronha da NPPAC de Porto Alegre, com roteiro e pré-produção de Marcelo Noronha e participação da atriz Lu Sieber. A estética e figurino ficaram pela criação de Clau Sieber e a produção musical da Casa Sonora, por Wagner Rodrigues. O músico Leo Jost empresta sua voz para os backings vocais da música.

 

A banda, que já produziu outros quatro clipes roteirizados, além de mais de 35 registros de shows, aposta na versatilidade de divulgar a canção pelas mídias sociais. Também já está em curso, o planejamento para outra canção que a banda interpreta, intitulada “Violino Amarelo”, de autoria de Natanael Piva. A produção fica a cargo da  NPPAC  e previsão de lançamento para o segundo semestre.

 

Confira o teaser do clipe "Aquele Beijo" no Canal Eletroacordes no YouTube em . 

O show de lançamento busca variações inspiradas em nuances psicodélicas e antecipa o que será o terceiro EP da banda, em fase de produção. Com onze shows em 2019, incluindo recentemente a apresentação no Teatro de Arena, na Capital, a Eletros executa novas sonoridades, com experimentações mais ousadas, além de releituras de canções ambientadas também no blues, jazz e pop.  A apresentação, com cerca de 1 hora de duração – incluindo 12 músicas autorais – mescla antigas e novas composições da banda. As novidades ficam por conta das canções inéditas “Sono Tão Profundo” e “Passageiro”, e ainda as clássicas “Quem foi que Disse” e “Alucinada”.

 

Iniciada pelo caminho do mais puro rock em 2009, a Eletroacordes seguiu até ano passado como trio, transcendendo pela música eclética, sem rótulos ou receitas prontas, plugado nas origens dos anos 70. Os mais de 100 shows executados na Capital e Interior gaúcho, já dão o tom do evento, incluindo versões em set acústico e releituras de novas músicas. Claro, o tradicional “Toca Raul” não deixará de ser atendido.

A Sala Carlos Carvalho fica no 2º andar da CCMQ, na Rua dos Andradas, 736, no Centro Histórico, Porto Alegre (RS).

 

--Assessoria de Imprensa--

Jornalista Rodrigo Vizzotto - (51) 99132.1312

Foto Eletroacordes – J.P. Cirne Lima

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Entrevistas Recentes

November 10, 2018

Please reload

Resenhas Recentes
Please reload