• Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Google+ Icon
  • Grey YouTube Icon

          Site criado por Ygor Nogueira, da Noguer Art Design, para Metal No Papel. 2017 Todos os direitos reservados.

Metal no Papel é um novo projeto desenvolvido recentemente com o único intuito de propagar o Metal e suas vertentes sem degradação e, sim, de alguma forma trazer o devido apoio às bandas brasileiras, contemplando as notícias e informações pertinentes ao público devido.

 
Seus colaboradores e idealizadores estão sempre presentes, na ativa, para proporcionar aos leitores, bandas e também àqueles que, mesmo em meio as adversidades, trilham um caminho árduo em produções de eventos, enriquecendo nossa cultura, para que o METAL não perca sua essência.

 

Bem vindos ao Metal no Papel!

Alarde lança “Destruir o Ego”, o terceiro álbum da carreira

July 27, 2019

By Adriana Baldin

Os roqueiros do Alarde, Luiz Silva (guitarra, voz e letras), Rodrigo Silva (bateria), Davi Índio (baixo) e Rodrigo Mazza, o Goiano (guitarra), estão lançando o terceiro disco da trajetória da banda, “Destruir o Ego”.

 

O álbum traz oito faixas (“Banquete”, “Gatilho”, “Por um Triz”, “As Crianças Dançam”, “Caiu”, “Destruir o Ego”, “Labaredas de um Incêndio Profundo” e “Único Remédio”).

 

Os singles carregam uma abordagem objetiva, poética e densa. As composições apontam para um tom de esperança, sem fugir do conceito principal de destruir o ego. “Sem muitos refrãos repetitivos e solos intermináveis, as músicas conversam entre si”, explica o músico Luiz Silva.

 

Com a sonoridade baseada no rock, psicodelia e suas vertentes, com trechos mais jazz e blues, “Destruir o Ego” quer evidenciar a música brasileira e atingir um público mais popular, além dos nichos de rock independente. “As influências de letras e interpretação vêm de artistas como Fagner, Tom Zé, Sérgio Sampaio, Marcio Grayke, Zé Ramalho e Raul Seixas”, diz o vocalista e guitarrista.

 

A pré-produção teve início em 2017. “Foi a fase da criação, quando compomos, produzimos e fermentamos a sonoridade e a concepção do nosso trabalho, ou seja, eu compondo as letras e as músicas com o meu irmão, depois vieram os arranjos do Goiano na guitarra, definimos as estruturas das músicas e finalmente decidimos o que e como iria ser gravado”, explica Luiz Silva.

 

Definido o repertório, a estrutura e um caminho para os arranjos das músicas, a banda buscou um profissional que fizesse a produção musical, que ficou a cargo de Guilherme Held, um dos guitarristas mais requisitados atualmente. Ele gravou com Jards, Milton, Gal, e com toda a nova geração da MPB como Criolo, Tulipa Ruiz, entre outros.

O álbum foi gravado em outubro de 2018, no estúdio Held. “O trabalho do Guilherme foi de respeito à identidade da banda, mas expandiu o poder das músicas e a sonoridade psicodélica impregnou todo o disco. Foram ideias, soluções e passagens que acrescentaram um pouco mais em cada música e culminou numa parceria de autoria na faixa ‘As crianças Dançam’, a última a ser gravada", diz Luiz Silva.

 

Destacado pela banda como o single mais promissor, “As Crianças Dançam” será o primeiro da fila de divulgação, com direito a videoclipe. A previsão é julho.  A música tem uma atmosfera que remete ao Clube da Esquina e à psicodelia mineira.

 

Além da produção musical, Guilherme Held também foi responsável pela mixagem. A Masterização é de Brendan Duffey. O disco também traz Michel Renó na assistência técnica, as participações especiais de Danilo Sevali e Rafael Laguna, e a produção executiva de Karina Francis Urban.

 

Links

https://contatoalarde.wixsite.com/alarde

https://pt-br.facebook.com/alardeoficial/

@alardeoficial

 https://soundcloud.com/alarderock

https://www.youtube.com/channel/UCtQ9r-Hf_73Vq5cdr9c97Wg

 

Assessoria de Imprensa

Adriana Baldin

55 11 99271-5483

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Entrevistas Recentes

November 10, 2018

Please reload

Resenhas Recentes
Please reload