top of page
  • Foto do escritorMaria Correia

Terra Celta promove noite eletrizante e divertida no Sesc Belenzinho



Texto: Fátima Suzuki

Fotos: Belmilson Santos

Como resumir o show do Terra Celta?

Não consigo responder essa pergunta, mas posso garantir que saímos leves, alegres e felizes da vida no caminho de casa após a apresentação.


No Sesc Belenzinho não foi diferente e a banda emanou energia e alto astral durante todo o show. Abrindo no horário previsto com “Tango Celta”, a fez ótimo proveito do sempre ótimo som das unidades Sesc e com a luz jogando no mesmo time, tivemos uma apresentação praticamente perfeita.


O clássico “Gaia” deu sequência e foi muito legal ver todo o público cantando a música e fazendo o mesmo em vários outros momentos do show.


Isso prova que um trabalho árduo com qualidade ainda rende frutos, mesmo estando à margem do que ainda se considera “mainstream”.


Durante o country lisérgico direto da Escócia “O Porco” tivemos a inserção de “Cowboy Fora-da-Lei” de Rauzito e a nova “Milenials” já está aprovada pelo público antes mesmo de seu lançamento oficial.


Em “Bruxaria” após as instruções do vocalista Élcio Oliveira a pista do Sesc virou uma espécie de festa junina maluca numa dança circular. Hilário e contagiante.


Outro sucesso da banda se fez presente com “Mulher Maravilha” e durante a instrumental “Hope” o vocalista Élcio, acompanhado do acordeão de Alexandre “Arrigo” Garcia desceram pra pista e promoveram uma verdadeira rave caipira colocando o povo para suar. Energia em nível máximo.



Com o tempo estourando ainda tocaram a nova “Canção da Meia Noite e Meia” e velha “Ressaca” pra fechar de vez e liberar o feliz público que lotou as dependências pra voltar pra casa.


Como resumir o show do Terra Celta?

Encontrei a resposta: "o show mais eletrizante e divertido do Brasil"


Comments


bottom of page